Ainda hoje, há muitos usuários que possuem o hábito de formatar o sistema operacional a cada vez que ele começa a ficar mais lento. Essa é uma prática que já vem sendo utilizada há mais de uma década, pois era essa a melhor forma de corrigir erros do Windows 95 ou 98. Mas a verdade é que, hoje, esse tipo de ação não é tão necessária, pelo menos não com tamanha frequência.

Com a popularização dos computadores, muitos novos usuários surgiram. O número de desenvolvedores também aumentou bastante, fazendo com que novos gêneros de programas fossem criados, como é o caso dos otimizadores de sistema, que hoje são uma mão na roda para todos aqueles que precisam melhorar seu sistema operacional, evitando a demanda por formatações.

Formatar é o último recurso

A origem do mito

Quando os computadores ainda não eram tão populares, não existiam tantos programas especializados em limpeza de registro e afins, o que fazia com que as máquinas ficassem mais pesadas a cada dia. Instalações de programas sem utilidade também era uma das principais causas desse peso extra nas máquinas.

Desinstalações também eram, constantemente, causas de problemas. Muitos programas, ao serem removidos, levavam DLLs importantes junto ou então deixavam muitos rastros, o que impedia que o sistema operacional fluísse da maneira mais suave possível, como ocorre antes de instalarmos os primeiros programas.

Os velhos tempos do Windows 95.

Por essas razões, muitos encontravam na formatação do disco rígido, a única saída para que os computadores voltassem a oferecer capacidades condizentes com as que foram adquiridas pelo consumidor. Assim, instaurou-se uma cultura de formatações constantes em grande parte das comunidades dos usuários de Windows.

Hoje, esta história é completamente diferente e existem softwares de otimização que se encaixam em qualquer perfil de usuário, desde os iniciantes até os mais experientes e exigentes. Por isso, o Baixaki preparou este artigo, reunindo algumas das principais dicas para que a formatação do disco rígido torne-se um último recurso, em vez de ser a muleta dos usuários.

Jeito correto: uso consciente

O melhor modo de evitar que seja necessário formatar o computador é fazer com que ele não chegue ao limite. Para isso, recomenda-se o uso consciente da máquina, sempre pensando em qual a melhor maneira de manter espaço em disco, sem que os aplicativos ou documentos essenciais para o usuário sejam excluídos. Acompanhe algumas das dicas que reunimos para mostrar como é possível manter o computador com o melhor funcionamento possível.

Consciência para evitar problemas

Instale apenas o essencial

Você trabalha com edição de imagens ou utiliza os softwares de edição para tarefas mais corriqueiras? Se só precisa de programas deste tipo para realizar alguns pequenos redimensionamentos ou alterações, opte por instalar programas mais leves, como o PhotoScape ou Paint.net. O Photoshop, apesar de mais completo, possui muitos recursos que só são utilizados por designers profissionais.

Paint.Net resolve muitos problemas

O mesmo deve ser aplicado a todos os outros tipos de software. Aplicativos muito pesados ocupam espaço desnecessário do disco rígido e, quando abertos, demandam muitos recursos de processamento, que poderiam ser destinados a outras tarefas.

E isso é apenas a ponta do iceberg. Há muitos usuários que instalam muitos programas que realizam funções parecidas e este acúmulo de “lixo eletrônico” acaba gerando lentidões insuportáveis. O que nos leva até a segunda dica deste artigo:

Desinstale aplicativos abandonados

Quanto mais programas você tiver em seu computador, mais espaço será ocupado e maiores serão os caminhos percorridos pelo sistema para ler todas as tarefas. Não é raro encontrarmos novos softwares que realizam todas as funções que outro já fazia, adicionando apenas uma ou outra funcionalidade.

Quando isso acontece, o mais recomendado é excluir o aplicativo anterior, deixando apenas o programa mais completo no sistema. Por exemplo, para conversões de arquivos, o Baixaki indica o Format Factory, que possui uma enorme gama de formatos para vídeos, músicas e vários outros. Essa reunião evita a necessidade de vários aplicativos com funções similares no computador.

Lixo demais é peso desnecessário

Limpar é preciso! Formatar não é preciso...

Já que temos uma infinidade de aplicativos para limpeza e otimização do sistema operacional, não há motivos para não usá-los. Há muitas opções excelentes disponíveis de maneira gratuita, ou seja, você não precisa gastar centavo algum para conseguir fazer seu computador voltar a apresentar ótimos resultados.

Sabendo combinar dois ou três programas, o sistema fica como novo em poucos minutos. Por exemplo, utilizando o CCleaner para excluir rastros de navegação, cookies e limpeza de registro, a utilização do Advanced SystemCare apenas complementa o serviço, garantindo que até mesmo alguns pequenos trechos de fragmentação sejam corrigidos.

CCleaner para todos os computadores

Uma opção nacional, também excelente, é o Portinho. Este aplicativo, criado por um desenvolvedor independente brasileiro, faz limpezas profundas no Windows, deixando o sistema muito mais leve para evitar aqueles fios de cabelo branco na cabeça dos usuários.

.....

Seguindo essas dicas, dificilmente seu computador precisará de formatações constantes. É claro que existem alguns casos em que a formatação é inevitável, mas deixemos essas medidas drásticas para situações que as demandem. Sabendo utilizar o computador de maneira consciente, o sistema flui facilmente.

Gostou das dicas do Baixaki? Será que você conhece outros hábitos que podem ser seguidos para que os computadores precisem de menos formatações? Deixe um comentário contando suas formas de garantir o bom funcionamento do Windows.

Cupons de desconto TecMundo: