"Essa é uma camada grossa de plástico. Muito embaixo, na parte prateada, vemos o alumínio. A LG não deveria vender esse smartphone falando que ele tem uma construção de metal". Essa polêmica foi criada pelo canal JerryRigEverything, ao realizar um "desmanche" no novo top de linha da LG, o G5.

Tudo se resume à sensação: ao tocar no LG G5, segundo Jerry, a última coisa que você sente é o metal. Por outro lado, o revestimento de "plástico" tira qualquer sensação premium que o metal entregaria. A questão virou uma polêmica, então, a LG resolveu responder o caso.

A primeira resposta veio no próprio vídeo, que você confere aqui embaixo. Nele, Ken Hong, diretor de comunicações da LG, respondeu os comentários dizendo que o G5 "usa um chassi de alumínio LM201b revestido com uma capa de impressão e pintura com a técnica microdizing". Isso significa que é possível fundir partículas de metal na pintura que, posteriormente, se funde ao alumínio.

Ainda, a camada de tinta é aplicada para esconder as linhas de antena, além de uma sensação mais "quente e suave", segundo a companhia. Já sobre a questão apresentada em vídeo, a LG comentou o seguinte ao PhoneArena:

“Creio que é incorreto dizer que um produto não é completamente de metal se encontram uma pintura no processo. É como dizer que os carros ou os aviões não são de metal porque estão pintados. (…) nosso processo de construção pode ser diferente, mas alcançou o que procurávamos: um acabamento suave e compacto de metal que é tão sólido quanto leve. Não nos interessa saber o que foi feito até agora. Quando isso se transformou em algo ruim?”.

Tinta por cima do corpo metálico no G5

O que você acha sobre isso? A LG deveria ter arranjado uma maneira de deixar o metal aparente ou ela acertou em cheio com o G5? Dê a sua opinião nos comentários.

Você pretende comprar o LG G5? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: