Quer medir o sucesso de um smartphone? Basta ver a quantidade de falsificações que estão sendo produzidas dele. A Apple e a Samsung já conhecem bem este efeito colateral do alto número de vendas dos seus principais produtos, e agora é a LG que está começando a sentir os sintomas.

Mas a empresa não está disposta a aceitar essa condição. À imprensa coreana, a LG disse que vai reprimir os falsificadores chineses, especialmente aqueles que estão fazendo cópias do G3, seu dispositivo top de linha.

Lançamento do LG G3 Dual Sim na China

Aparelhos baratos

De acordo com a própria companhia, diversos modelos piratas estão sendo vendidos por cerca de 90 dólares (292 reais, aproximadamente), um quinto do valor original, em sites como Baidu e Taobao, e ainda com certificado de autenticidade.

Mas de acordo com a LG, “mesmo que os telefones possam parecer autênticos, eles são, na verdade, feitos de materiais baratos e estão equipados com baterias e chipsets grosseiros”. A empresa vai tomar medidas legais junto a polícia chinesa contra esses tipos de produtos.

O LG G3 foi nomeado o melhor smartphone da Mobile World Congress no ano passado, o que despertou o interesse dos falsificadores pelo dispositivo. Agora a empresa quer fechar o cerco para não ter mais prejuízos. 

Cupons de desconto TecMundo: