(Fonte da imagem: PhoneArena)

Quando correu o mundo a notícia de que a Motorola foi vendida para a Lenovo, muito se perguntaram: quais seriam os motivos do Google vender a empresa? Mais do que um interesse atual, o jornal The Wall Street Journal revelou que o chefe executivo da companhia, Yang Yuanqing, já tinha uma longa “história de amor” com a Motorola.

Um interesse de longa data

Segundo o site, a Lenovo era uma das empresas que concorriam pela compra da Motorola em 2011, mas a oferta do Google de US$ 12,5 bilhões havia cortado as possibilidades de Yang Yuanqing ser o novo dono da companhia.

Para expressar seu interesse na Motorola, o representante da Lenovo se aproximou em 2012 do CEO do Google, Eric Schmidt, pouco depois dele vencer a oferta. “Eu disse a ele que se o Google realmente quisesse trabalhar com hardware eles poderiam ficar com a empresa”, comentou Yang Yuanqing para o The Wall Street Journal. “Mas se não estivessem interessados em trabalhar com hardware, eles podiam vender a Motorola para nós”.

Executivos fecham o acordo pela compra da Motorola. (Fonte da imagem: Twitter)

Pelas informações do site, Eric Schmidt perguntou para o representante da Lenovo, em novembro de 2013, se eles ainda estavam interessados em adquirir a Motorola. A resposta de Yuanqing foi positiva: “Eu disse que sim”, revelou ao The Wall Street Journal. “Esta é história de amor de longa data.”

Com o acordo fechado nesta semana, a Lenovo adquiriu por US$ 2,91 bilhões a terceira marca mais importante de celulares nos Estados Unidos. Além de ser a líder mundial na fabricação de PCs e a única a continuar se expandindo nesta área, a empresa agora vai mostrando sua força agora no mercado dos celulares e smartphones - e o que pode impedir ela de continuar crescendo?

Cupons de desconto TecMundo: