Depois de ter um prejuízo de US$ 179 milhões no segundo trimestre de 2011 e recentemente entrar com o pedido de concordata, a Kodak tem mais um problema para lidar. A Apple alega ter participação sobre a propriedade de patentes primordiais na tecnologia das câmeras digitais da empresa à beira da falência.

No seu pedido de proteção contra falência, a Kodak usou algumas de suas patentes como garantia para conseguir um empréstimo de US$ 950 milhões. Segundo o site The Verge, a Maçã encaminhou um documento à corte que está julgando esse caso no qual se diz dona de tais patentes. Uma das tecnologias disputadas refere-se à utilização de uma tela LCD para a visualização da imagem a ser fotografada.

Conforme a publicação, a Apple e a Kodak tiveram uma parceria nos anos 90, que inclusive originou a câmera QuickTake. A empresa à beira da falência teria arrecadado cerca de US$ 3 bilhões em royalties com inventos desenvolvidos a partir das patentes em questão. Se a Maçã ganhar essa disputa judicial, ela pode bloquear o empréstimo solicitado pela Kodak, praticamente decretando a sua extinção do mercado.

(Fonte da imagem: Divulgação/Apple)

É válido lembrar que essa não é a primeira vez que essas organizações processam uma a outra. Há duas semanas, a Kodak abriu um processo contra a Apple e a HTC por quebra de patentes relativas à captura de imagens digitais em seus aparelhos.

Cupons de desconto TecMundo: