Mais recente adição à linha de leitores digitais da Amazon, o Kindle Voyage já foi desmontado pelo site iFixit, especialista nesse tipo de ação. Graças a isso, é possível entender por que o novo produto custa US$ 290 — preço considerado um tanto elevado para um dispositivo de sua categoria.

Dentro do produto é possível encontrar um sensor de luz ambiente discreto que ajusta automaticamente o brilho da tela dependendo de onde o leitor está. Além disso, o gadget substitui o uso de botões mecânicos para virar páginas por um sensor customizado construído em uma mistura de carbono e prata, que oferece uma sutil resposta háptica aos toques realizados sobre a tela — certamente algo que ajuda a justificar o valor elevado do produto.

No geral, o Kindle Voyage foi bem avaliado pelo iFixit, que concedeu ele uma nota 7 (entre 10 pontos possíveis) em matéria de potencial de restauração. Segundo o site, o elemento que se destaca é a presença de diversos itens modulares que são fáceis de substituir, embora haja alguns pedaços um tanto frágeis — com a tela de vidro que é fundida ao display eInk — que podem se provar um pouco difíceis de reparar.

O veículo também teve alguns problemas com a bateria do dispositivo que aparentemente usa uma quantidade de cola mais forte do que a necessária para permanecer no lugar. No entanto, isso não é suficiente para que o eReader ganhe uma avaliação negativa, sendo que o uso de parafusos comuns também chamou a atenção por ser um fator que facilita abrir o produto.

Cupons de desconto TecMundo: