(Fonte da imagem: Reprodução/The Verge)

Confirmando os rumores anteriores, a Amazon finalmente apresentou seu mais novo leitor de livros digitais, o Kindle Paperwhite. Como já havia sido especulado, o aparelho é realmente a evolução do velho Touch e traz algumas melhorias que o deixam muito mais interessante.

A principal é a nova tecnologia usada na tela, que traz a tradicional e econômica e-ink com iluminação própria. No entanto, trata-se de uma maneira um pouco diferente de fazer isso, já que ele usa uma camada especial de fibra ótica que distribui a luz de LEDs com mais eficiência. Isso permite que a pessoa tenha uma leitura mais agradável, mas sem prejudicar a autonomia da bateria — que a empresa garantiu durar até oito semanas de uso contínuo.

Além disso, o touchscreen também traz algumas melhorias em termos de qualidade. Em comparação com o modelo Touch, o Kindle Paperwhite possui 25% mais de contraste e uma quantidade 62% maior de pixels, o que faz com que sua nitidez seja aprimorada. Com isso, você pode ler seus livros a uma resolução de 1024x768 pixels.

Já na parte física, o novo leitor digital se aproxima muito do visual do Kindle Fire. Com apenas 9,1 milímetros de espessura e pesando somente 213 gramas, ele é do tamanho ideal para ser levado para qualquer lugar, além de facilitar na hora de segurá-lo por longas horas de uso.

Segundo a Amazon, o Kindle Paperwhite estará disponível a partir do dia 1º de outubro, embora já seja possível realizar a pré-compra a partir de hoje. O modelo mais básico pode ser adquirido por US$ 119 — cerca de R$ 242 na cotação atual —, enquanto a versão equipada com 3G sai por US$ 179 (R$ 364).

Fonte: The Verge, Gizmodo, Ars Technica

Cupons de desconto TecMundo: