Oculus Rift, PlayStation VR, Re Vive. Em breve, nosso cotidiano vai estar tomado por óculos de realidade virtual voltados para jogos, mas de que forma um jogador se movimenta em um ambiente gerado por computador sem esbarrar nos objetos à sua volta no mundo real? A resposta pode ser a cadeira VRGO.

No lugar de usar um controle ou mouse e teclado para se orientar, o jogador pode inclinar o corpo para determinar para onde está seguindo e girar sobre seu próprio eixo para definir a direção em que está olhando.Isso deixa as mãos livres para utilizar acessórios com outras funções e é possível graças aos sistemas de orientação – giroscópio, acelerômetro etc – presentes no assento, que se conecta via Bluetooth com PCs, consoles ou dispositivos mobile. E ainda há um compartimento interno para o jogador guardar os óculos quando eles não estiverem em uso.

A VRGO conta com uma bateria interna de 1.000 mAh, recarregável através de um cabo micro-USB e com autonomia de funcionamento de aproximadamente cinco horas. Pode parecer pouco, mas de acordo com o criador da cadeira, Joe Ryan, se você já jogou por cinco horas consecutivas, está mesmo na hora de fazer uma pausa. O peso do dispositivo é de apenas quatro quilos, e ele é feito de um composto de fibra de vidro.

Para financiar a produção da VRGO, Ryan iniciou nesta semana uma campanha no Kickstarter em que espera angariar 20 mil libras esterlinas (cerca de R$ 118 mil) dentro de um mês, e em poucos dias já ultrapassou a marca das 15 mil libras (cerca de R$ 88 mil) em arrecadação. O “assento de comando” custará 200 libras (cerca de R$ 840) quando chegar ao mercado e os envios para quem apoiar o projeto devem começar em abril de 2016.

O que achou da cadeira VRGO? Você a usaria para curtir jogos em realidade virtual? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: