O Windows 10 é a “melhor versão do sistema operacional da Microsoft para games”. Mas o novo sistema operacional ainda não é capaz de executar jogos com tecnologia SafeDisc e SecuROM. Quem faz o esclarecimento é Boris Schneider-Johne, gerente de marketing da empresa fundada por Bill Gates.

Segundo informa o ArsTechnica (via tradução feita pelo Rocket, Paper, Shotgun ), os aplicativos executados pelo Windows 7 devem rodar normalmente junto da versão atualizada do software. Há, porém, duas exceções: antivírus e, nas palavras de Boris, “programas que estão profundamente ‘enraizados’ às necessidades de atualizações do sistema”.

"Não podemos permitir isso"

O porta-voz da Microsoft afirma que os desenvolvedores do Windows trabalham para fazer com que o máximo de extensões seja compatível com o Windows 10. “E então há jogos velhos em CD-ROM que têm DRM”, comenta Boris, que continua: “essas coisas de DRM estão profundamente ligadas ao sistema, e é então que o Windows 10 diz: desculpe, não podemos permitir a reprodução disso, pois uma brecha para um vírus poderia ser criada”.

Bioshock no Windows 10? Não.

É comum que jogos com DRM façam solicitações diversas aos usuários – se uma atualização ou outra é feita, até mesmo uma nova ativação pode ser requerida pelo título dada sua forte “integração” ao sistema. Desenvolvedoras como EA têm reformulado suas políticas de segurança e criado junto de publicadoras mecanismos para a substituição de DRMs.

De todo o modo, quem possui cópias físicas de games como BioShock ou Mass Effect talvez deva esperar pelo aprimoramento do Windows 10 -- ou manter a versão Windows 7 ainda instalada em um PC gamer.

Cópias físicas com DRM de games para PC algum dia vão rodar no Windows 10? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: