É oficial: o ranking de Street Fighter V foi finalmente dominado por um jogador com reações absurdas e uma defesa quase impenetrável.

Nas últimas semanas, uma conta com o nome “RZR_INFILTRATION” atingiu a primeira colocação entre os melhores gamers do título. Mas, ao contrário do que você espera, ela não traz um humano com habilidades supremas. E também não é o usuário usado pelo jogador profissional Lee "Infiltration" Sun Woo, bicampeão do circuito profissional até agora. O primeiro lugar no ranking oficial é uma máquina programada para reagir com eficiência a todos os movimentos do oponente.

O fato chamou a atenção da comunidade na noite da última terça-feira (7), quando os apresentadores Mike Ross e Ari "FloE" Weintraub apresentavam mais um episódio da Capcom Pro Talk no canal oficial da empresa pelo TwitchTV. Ao disputar algumas partidas pela internet, ambos encontraram o temido “bot” pelas partidas ranqueadas e tentaram, sem sucesso, vencer o programa.

O divertido resultado dessas brigas você encontra nos vídeos nesta matéria, em inglês.

Uma máquina programada para reagir

A programação de “RZR_INFILTRATION” é feita, em grande parte, com base nas ações que o jogador executa durante a partida. O “bot” interpreta automaticamente qual movimento foi executado e o posicionamento do adversário, calculando logo em seguida qual é a resposta mais efetiva para cada caso.

Isso significa que, por saber os comandos do oponente, ele também pode bloquear quase todos os golpes e desviar dos famosos “agarrões”. E, para complicar mais, ele ainda acerta os comandos nos momentos mais vulneráveis do jogador.

O resultado é que, em muitos casos, o programa vence o adversário por cansaço e pelos movimentos punidos aos poucos, como aconteceu com os dois apresentadores. Em alguns momentos, inclusive, o próprio bot foi capaz de lançar combos complexos e arrancar boas porções de vida do oponente. Haja paciência, não?

A reação da comunidade

Muitos dos jogadores de alto nível no Street Fighter V conhecem a presença dos famosos “bots” pelas partidas ranqueadas desde o Street Fighter IV, muitos deles criados pelo usuário "Tool Assisted". Mas, ao contrário do que muitos esperam, há membros da comunidade que não pedem punição ou exclusão da conta — eles até se divertem jogando contra o “guerreiro quase invencível”.

“Eu não consigo nem odiar ele”, explicou um dos jogadores nos comentários de um dos vídeos a respeito da máquina. “Ao menos ele é divertido de assistir”, completou. “[Este bot] é o chefão final de Street Fighter V”, comenta outro gamer em uma notícia no site Event Hubs.

“Ele não está prejudicando ninguém”, defendeu outro jogador, explicando que, em muitos casos, é possível perder pouquíssimos pontos ao perder contra ele — ou vencê-lo e faturar muitos, como aconteceu com o livestreamer Maximilian Dood no vídeo logo abaixo.

Muitos fãs dos games de luta também lembram que, nos jogos antigos da série Mortal Kombat, enfrentar um adversário desse nível era extremamente comum. Em Ultimate Mortal Kombat 3, por exemplo, os personagens controlados pelo computador esperavam as ações do jogador para calcular as melhores reações possíveis, tornando a vida dos gamers um verdadeiro inferno.

Apesar das brincadeiras, outros jogadores esperam que a Capcom tome medidas a respeito dessa “máquina”. Um sistema novo de punição aos rage quiters estreou nas últimas semanas, mas o estúdio ainda não se posicionou a respeito dos “bots” presentes há meses nos rankings oficiais do game.

Via TecMundo Games

Cupons de desconto TecMundo: