Nos últimos meses, nós analisamos uma enxurrada de caixinhas de som. Uma enormidade de modelos já passou por nossas mãos, sendo que existem dispositivos específicos para diferentes necessidades.

A JBL é uma das tantas fabricantes que se destacam nesse meio, contando com produtos que chamam a atenção por diversos aspectos. Ela disponibiliza aparelhos com alta qualidade de som, bateria de longa duração, formatos diferentes e tecnologias inovadoras.

Depois de analisarmos a JBL PlayUp, hoje, vamos falar sobre a Charge 2, uma caixinha de formato cilíndrico que impressiona pela leveza e os graves caprichados. Outro quesito que impressiona é a autonomia de bateria, que segundo a fabricante pode aguentar até 12 horas de reprodução contínua.

Como de praxe, passamos alguns dias curtindo o som desta caixa acústica para trazer nosso parecer para você. Será que esta caixinha é apropriada para suas necessidades? Vamos comentar todas as qualidades e defeitos dela, mas, antes, prossigamos com as especificações do produto.

Especificações

Design e funções práticas

A JBL já tem experiência de longa data com caixas de som portáteis, portanto já esperávamos um produto muito bem resolvido tanto na questão de aparência quanto de funcionalidade. O design da Charge 2 não é revolucionário, porém, aparentemente, a ideia aqui foi apenas retrabalhar o visual que já vimos na primeira versão do dispositivo.

E, de qualquer forma, mesmo que este não seja o primeiro produto do mundo com formato cilíndrico, devemos reconhecer que a fabricante teve boas ideias na construção e no formato. Apesar das laterais curvas, a JBL desenhou apoios em determinadas regiões para que o produto não fique rolando de um lado para outro.

Os alto-falantes trazem a marca da fabricante e chamam a atenção. Eles ficam posicionados estrategicamente nas extremidades, o que possibilita ao consumidor visualizar o produto em ação. A marca estampada na frente já é algo comum nos gadgets da JBL, então achamos totalmente plausível mantê-la desta forma.

Os botões posicionados na parte de cima trazem ícones que facilitam o controle das funções: ligar/desligar, ativar (e parear novos aparelhos com o) Bluetooth, controlar o volume, ligar o Social Mode e realizar chamadas. Tais itens são retroiluminados por LEDs e dão um toque de elegância ao aparelho.

Uma coisa muito bacana é o modo Social, que serve pra conectar até três aparelhos ao mesmo tempo. Depois de parear os celulares, todo mundo pode tocar suas músicas. É importante ressaltar que as músicas não se sobrepõem, já que a caixa toca somente as músicas do último streaming e envia um sinal para que os outros celulares parem a reprodução.

Bateria e conectividade

Conforme já comentamos, a JBL Charge 2 trabalha com tecnologia Bluetooth 3.0 e a conexão sem fio funciona muito bem. Podemos nos afastar cerca de dez metros (sem barreiras, claro) e continuar aproveitando o som sem interrupções e com muita qualidade.

Além dessa facilidade, você pode economizar a bateria do produto ao usar um cabo de áudio (padrão 3,5 mm) para reproduzir suas músicas favoritas. Esta conexão fica na parte traseira, junto às portas microUSB e USB padrão.

Aliás, é bom ressaltar aqui que a bateria desta caixinha tem tanta capacidade, que dá pra dividir a carga e recarregar seu smartphone quando não tem uma tomada por perto. Mesmo usando a energia da caixinha (para uma recarga de aproximadamente 70% da carga do smartphone), você ainda pode curtir música por umas 5 horas.

Gostamos também da solução para indicar o nível de bateria, que não necessita de apps instalados no celular. Com LEDs na parte de cima, você pode ter uma noção da porcentagem de energia restante. Aliás, a bateria da Charge 2 é excelente. Dá pra tocar quase 11 horas de música com em volume alto!

Som de primeira com graves caprichados

A JBL aproveitou o formato característico deste produto para entregar um som de altíssima qualidade. Com a instalação dos alto-falantes nas pontas, a empresa criou um sistema de áudio realmente impressionante. Os graves surpreendem, ainda mais considerando o tamanho do produto.

A equalização desta JBL é bem equilibrada, com médios na medida certa e deixando a desejar apenas nos agudos (pode ocorrer alguma distorção em determinadas músicas, mas programas com equalizadores resolvem o problema). É possível usar a Charge 2 na horizontal ou na vertical. Quando ela está em pé, os graves fazem o ambiente estremecer um pouco.

Um pequeno inconveniente é que o som não se espalha da mesma forma para todas as direções (justamente por conta da grade e da forma como os falantes são instalados). Quem está de frente aprecia o som de forma balanceada, mas quem está ao lado curte mais os graves. Não é o fim do mundo, mas é um ponto a ser observado.

Além disso, ficamos tristes em ver que a JBL novamente se esqueceu de colocar a tecnologia NFC, que iria facilitar muito as coisas. Não que o processo de pareamento seja impossível, mas acreditamos que qualquer adição que vise beneficiar o consumidor pode ajudar muito na decisão de compra do produto.

Vale a pena?

A JBL Charge 2 é uma caixa de som que realmente impressiona! Mesmo com tamanho compacto, ela apresentou som de alta qualidade, graves reforçados, conexão simultânea com vários aparelhos e bateria de longa duração. Poucos produtos no mercado conseguem entregar tantos benefícios. Assim, nós recomendamos a compra do produto!

O problema mesmo é que, no Brasil, ela custa pouco mais de 700 reais em lojas confiáveis (e cerca de 650 reais em sites de leilão). O valor é um pouco alto, mas o retorno é garantido. Se comparado a alguns produtos concorrentes, podemos dizer que o produto da JBL sai na frente, já que oferece áudio balanceado e portabilidade.

Cupons de desconto TecMundo: