(Fonte da imagem: Reprodução/Apple Insider)

Talvez você já tenha imaginado como foi difícil criar os primeiros celulares com todas as funcionalidades que existem hoje, não é mesmo? Pois é exatamente isso que Francisco Tolmasky revelou em uma recente entrevista com o The New York Times, contando alguns dos desafios e curiosidades na hora de desenvolver o Safari Mobile e outros dos aplicativos que estreariam no primeiro iPhone – e como a personalidade de Steve Jobs estaria presente para garantir que todo o trabalho obtivesse um bom resultado.

Tolmasky entrou na Apple com apenas 20 anos de idade, pouco depois de finalizar seu curso de Ciência da Computação na Universidade do Sul da Califórnia, nos Estados Unidos. A produção das primeiras versões do iOS eram levadas em muito segredo, e o desenvolvedor comenta que as equipes que trabalhavam com hardware e software eram fisicamente separadas. A sua própria seção era dividida entre times de “Web” e de “aplicativos”.

Responsável por desenvolver o app do Safari para o aparelho, Tolmasky lembra que Steve Jobs visitava-o duas vezes por semana para conferir o progresso do aplicativo. Para o presidente da Apple, tudo deveria ser extremamente responsivo com o toque, mas a renderização de páginas era feito com um hardware menos poderoso que os computadores da época.

O desenvolvedor ainda lembra que Jobs era muito firme com os pedidos que fazia às equipes. "Steve era realmente inflexível, e ele dizia coisas como `isso precisa ser como mágica` e `volte, isso não é mágico o suficiente!`", comenta Tolmasky. "Eu me lembro de estar muito frustrado na época. Isso era quase uma tarefa impossível de se fazer."

Tolmasky trabalhou desenvolveu o Safari para os primeiros iPhones. (Fonte da imagem: Reprodução/Mega Blog)

Curiosidades sobre o primeiro iPhone

Apesar do enorme desafio que enfrentou quando esteve na Apple, o desenvolvedor lembra que outros funcionários passaram por grandes responsabilidades na empresa. Segundo ele, cada um dos primeiros aplicativos do iPhone foi feito por uma pessoa diferente, embora houvesse muita cooperação e colaboração entre os membros das diferentes equipes.

O ex-funcionário da Apple lembrou que o Maps foi criado às pressas, quando Steve Jobs decidiu duas semanas antes da Macworld Expo de 2007 que o primeiro iPhone deveria ter o aplicativo. O companheiro de Tolmasky, Chris Blumberg, ficou responsável de viabilizar a ideia no aparelho. "Esse era o efeito que Steve poderia causar em você", lembra. "Isto é importante e precisa acontecer, e você faz."

O teclado do primeiro iPhone também foi criado de uma maneira diferente. Segundo Tolmasky, Jobs organizou uma competição entre os desenvolvedores da empresa para que cada um construísse uma versão do software de digitação durante uma semana. O melhor seria escolhido para ser a base do primeiro teclado lançado no aparelho.

Francisco Tolmasky deixou a Apple em 2007, mas as equipes continuaram a trabalhar nas versões seguintes do iPhone. Depois disto, ele criou uma empresa de aplicativos para celulares chamada 280 North que foi comprada pela Motorola por volta de US$ 20 milhões – uma recompensa justa para quem superou os desafios propostos por Steve Jobs.

Cupons de desconto TecMundo: