Além de trazer mudanças substanciais em sua tela, a nova geração do iPhone também deve modificar a maneira como lidamos com o Touch ID. Segundo o analista Ming-Chi Kuo, que tem um bom histórico em fazer previsões sobre a Apple, a empresa está trabalhando em um novo sensor óptico para seu leitor de digitais.

O objetivo da companhia é diminuir ao máximo possível a presença de bordas laterais nas telas de seus dispositivos. Com isso, o sensor vai ter que ser transferido para a parte inferior do display, exigindo uma reinvenção da maneira como o sistema funciona atualmente. No entanto, Kuo alerta que a mudança ainda está em estado inicial de estudo, o que significa que ela pode não estar pronta para fazer sua estreia no aparelho de 2017.

O analista também afirma que a Apple está estudando o uso de um sistema de reconhecimento facial que poderia dispensar o uso de leitores de impressões digitais. No entanto, antes de a tecnologia ser adotada, a fabricante está buscando soluções para evitar que ela seja “enganada” pelo uso de fotografias e outros métodos semelhantes.

Novo 3D Touch

Para completar, Kuo aposta que a solução 3D Touch também vai sofrer modificações, visto que a maneira como ela opera atualmente não será compatível com os novos displays OLED. Com isso, a solução passaria a funcionar a partir de um “sensor em filme” que resultaria em uma maior sensibilidade e na possibilidade de trabalhar com mais níveis de pressão.

Displays OLED vão exigir uma mudança no sistema 3D Touch

Como todo rumor, é preciso interpretar com certa desconfiança as previsões do analista. Especialmente no que diz respeito à Apple, é comum que informações “vazadas” se provem mera especulação ou que características dadas como certas em previsões demorem alguns anos para surgir em um aparelho disponível aos consumidores finais.

Cupons de desconto TecMundo: