Segundo Ming-Chi Kuo, analista da KGI Securities, o corpo de alumínio, tradicional nos modelos anteriores dos iPhones, pode ser aposentado pela Apple e dar lugar para um case feito de vidro. O motivo? Diferenciar os dispositivos da empresa de Cupertino de aparelhos de marcas rivais que também estão usando o revestimento metálico para aumentar suas vendas.

A diferenciação também poderia ajudar a alavancar as vendas de uma futura geração de iPhones, o que não aconteceu com os modelos 6S e 6S Plus, provavelmente pela falta de novidades nos aparelhos. Certamente um case de vidro ajudaria a dar uma aparência mais avançada para os smartphones da Apple, mantendo a tradição de design arrojado da marca.

Mas... vidro não quebra fácil?

O problema é a fragilidade desse material quando comparado ao alumínio. Com uma traseira feita de vidro, o iPhone 4 e o 4S causaram uma grande quantidade de relatos de quebra por acidente. O que se imagina é que o vidro usado nessa futura geração seja mais resistente e tenha uma duração muito maior do que o usado anteriormente, de acordo com Ming-Chi Kuo.

O peso do vidro também é maior do que o do alumínio, o que poderia resultar em aparelhos menos delicados. Porém, a adoção de telas de AMOLED no lugar dos tradicionais visores de LED pode compensar esse ponto negativo, visto que a nova tecnologia permite telas mais leves do que com o material atual.

Tudo isso deve aparecer apenas em 2017, o que nos leva a acreditar que os iPhones imediatamente próximos ainda não trarão esses materiais em sua composição.

O que você acharia de um iPhone com corpo totalmente de vidro? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: