O iPhone SE, que tem tela de 4" e especificações técnicas poderosas, não conseguiu o impacto inicial previsto pela Apple na primeria semana de vendas. Segundo um levantamento da Localytics, ele ainda é o modelo com menor fatia de mercado entre as recentes gerações de smartphones da Apple.

O gráfico mostra que o iPhone SE ocupa apenas 0,1% da faixa de mercado da Apple, atrás de todos os outros modelos a partir do iPhone 4 (que é o próximo da lista, com 2% de adoção). O líder incontestável é o iPhone 6, com 33% dos consumidores sendo donos de um. O modelo SE não foi capaz nem mesmo de substituir o iPhone 5s, justamente o modelo de 4" em que ele foi inspirado e agora tenta desbancar. Vale lembrar que o gráfico mostra apenas a situação atual — e que ela pode mudar daqui para frente, com análises e promoções favoráveis, por exemplo.

O impacto de mercado de cada geração do iPhone atualmente

Segundo a Localytics, falta algo que convença o consumidor que já possui um iPhone de tela pequena a migrar para o novo aparelho. E tem outra coisa: nas últimas duas semanas, os iPhones de tela grande (iPhone 6, iPhone 6s e suas respectivas versões Plus) não param de subir nesse ranking, indicando que o público está mesmo dividido pelo tamanho do display. Como resultado, várias lojas estariam ainda com estoques cheios do produto.

Adoção

A adoção de um novo iPhone nos primeiros dias de vendas

"Ah, mas os outros iPhones já estão no mercado há bem mais tempo", você pode argumentar. E é verdade, mas o iPhone SE também ocupa a lanterna em comparação com o primeiro final de semana de vendas. A adoção foi a menor desde o iPhone 5s e contando as geração 6, 6 Plus, 6s e 6s Plus como dispositivos diferentes.

O iPad foi bem

A adoção do iPad Pro é de se comemorar

Por outro lado, o novo iPad Pro de 9,7" foi muito bem recebido pelo público e deve se tornar referência para a Apple. Ele atingiu, no início das vendas, desempenho similar ao do iPad Air 2 e do iPad Pro original, de 12,9".

Você pretende comprar um iPhone SE quando ele chegar ao Brasil? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: