Uma coisa é certa: ele não vai ser na parte traseira do dispositivo

O iPhone 8, novo carro-chefe da Apple, tinha lançamento previsto para o mês de setembro desse ano, mas de acordo com um memorando do analista Timothy Arcuri, da Cowen and Company, deve demorar de um a dois meses a mais para o aparelho ficar pronto.

Isso porque a empresa ainda não teria definido o posicionamento do sensor de leitura de impressões digitais do iPhone 8. O martelo deve ser batido apenas no final de junho, o que vai atrasar a fabricação em massa do dispositivo e atrasar o seu lançamento.

Uma coisa é certa: ele não vai ser na parte traseira do dispositivo. As opções possíveis para a instalação do sensor biométrico são três, na realidade: em algum ponto da tela com o vidro mais fino, fazer um furo no visor para colocá-lo ou usar tecnologia capacitiva ou de infravermelho em um sensor integrado à tela.

Outras informações

A previsão do analista é que a Apple tenha um valor inicial de venda do iPhone 8 de 46 milhões de unidades, quantia um pouco abaixo da previsão de Wall Street. Arcuri não soube dar mais detalhes sobre o lançamento dos outros dois modelos que a Apple pretende colocar no mercado ainda em setembro, o iPhone 7s e o 7s Plus.

Caso as previsões e informações do analista estiverem certas, o iPhone 8 deve ficar apenas para outubro ou novembro e a Apple vai ter que contar apenas com os outros dois dispositivos para alavancar as vendas no terceiro trimestre do ano.

Cupons de desconto TecMundo: