Embora a Apple só deva divulgar os dados sobre as vendas trimestrais do iPhone 7 em janeiro de 2017, informações preliminares indicam que a companhia não deve ter boas notícias a dar a seus acionistas. Segundo a Barron, fornecedores de componentes taiwaneses envolvidos com o processo de produção do smartphone viram seus lucros caírem devido a uma demanda abaixo do esperado.

De acordo com o relatório da instituição, pelo menos 19 parceiros da Apple estão tentando “dificuldades para aumentar seus lucros” em um cenário nos quais as vendas do iPhone podem ser consideradas “mornas”. Entre elas, estão a Foxconn e a Largan Precision, conhecidas por serem especialmente relevantes para os projetos da empresa da Maçã.

Os dados reforçam as previsões feitas por Ming-Chi Kuo, analista de mercado conceituado que já antecipava uma demanda relativamente baixa do smartphone devido a uma queda de demanda do mercado chinês. Além disso, a falta de um modelo SE novo também pode ter prejudicado a fabricante, visto que boa parte do público consumidor ainda é adepta de gadgets com telas menores.

Cupons de desconto TecMundo: