Ainda que muita gente ande fazendo piada a respeito da dupla iPhone 7 e iPhone 7 Plus, dizendo que os aparelhos seriam versões “pioradas” da geração anterior – principalmente por conta da semelhança no design e da ausência de uma entrada para fones de ouvido convencionais –, os fãs mais ardorosos da Apple não parecem incomodados. Na verdade, a paixão continua tão intensa que muitos norte-americanos já estão na fila para serem os primeiros a ter em mãos esses dispositivos. Em pleno 2016? Sim!

Pois é, ao que parece, mesmo anos depois da popularização das pré-vendas digitais da Empresa da Maçã – que permitem que você faça uma reserva e receba o produto em casa ou o retire calmamente em lojas físicas –, o ato de acampar à espera de novos smartphones ainda é a expressão máxima do amor à marca para alguns dos consumidores. Um exemplo disso é que, apesar de esses brinquedinhos só chegarem oficialmente na próxima sexta-feira (16), a loja da Apple em Nova York já tem uma fila razoável desde pelo menos o último sábado (10).

A movimentação foi inicialmente notada por Harvard Zhang, um estagiário da Bloomberg, que foi ao Twitter para registrar a situação encontrada por ele em frente ao tradicional “cubo de vidro” da 5ª Avenida da metrópole norte-americana. Conforme é possível conferir mais acima, na mensagem do rapaz na rede social, alguns desses “desocupados” na verdade são verdadeiros profissionais das filas, aproveitando a comoção em torno da brincadeira para aparecer na TV, dar entrevistas ou simplesmente vender sua posição.

Na ocasião do clique feito por Zhang, a última vaga na fila estava sendo vendida por US$ 300 (R$ 985) – já incluindo a cadeira com proteção contra sol e chuva –, enquanto a 11ª pessoa na espera pedia nada menos que US$ 3 mil (R$ 9,8 mil) e um emprego (sim!) pelo mesmo tipo de mordomia. Se eles realmente conseguirem levar essa tarefa adiante, dá para dizer que sair do conforto de casa para aguardar dias na fila pode ser uma atividade bem lucrativa. Afinal, a grana pode ser usada inclusive para comprar múltiplas unidades dos novos iPhones, não é?

Listando as possibilidades

Como as filas pré-lançamento são relativamente clássicas para os dispositivos Apple – por mais incrível que isso pareça aos consumidores comuns –, esses eventos não oficiais já renderam todo tipo de incidentes e causos ao longo dos anos. Fanboys emocionados, “acidentes” programados e até cutucadas da concorrência, por exemplo, já fizeram parte dessa história maluca. Sendo assim, o que podemos aguardar desta vez e que elementos de edições passadas devem se repetir até sexta-feira?

1. Samsung aparecendo para tirar onda (embora, neste ano, a participação possa ser um pouco "quente")

2. Alguém quebrando o iPhone 7 na frente do pessoal na fila. Por quê? Porque sim!

3. Os 15 minutos de fama da primeira pessoa a sair da loja com o produto

4. Imagens gerais da fila para mostrar o patamar de fanatismo dos consumidores

5. Alguém mostrando que os fãs não sabem diferenciar o iPhone 6s do iPhone 7

--

O mais interessante é que, para evitar esse tipo de situação, uma operadora de telefonia móvel da Nova Zelândia criou uma solução bastante criativa em suas lojas no país: substituir pessoas por robôs. Calma, não estamos falando no atendimento dos clientes, mas sim permitir que o público possa esperar em casa enquanto robôs guardam seu lugar na fila. Segundo o New Zealand Herald, os 100 primeiros lugares na fila pelo celular nas lojas da Spark serão dominados apenas pelos amiguinhos eletrônicos. Será que a ideia vinga no resto do mundo?

Cupons de desconto TecMundo: