Você resolveu comprar um iPhone, mas as economias não foram o suficiente para adquirir o modelo com o maior espaço de armazenamento disponível. Nada uma quantidade limitada de bytes para tornar o uso do aparelho desconfortável, obrigando a gente a abrir mão de aplicativos instalados e de tantas fotos e vídeo que recebemos ou produzimos.

Para driblar esse problema sem a necessidade de utilizar servidores conectados na nuvem pela internet, algumas lojas chinesas arrumaram um meio de ampliar o espaço de armazenamento do iPhone e do iPad. É claro que o processo não é tão simples quanto aumentar o espaço em um computador, onde basta trocarmos o HD para um mais potente, mas funciona muito bem e custa apenas entre US$ 70 e US$ 90, em torno de R$ 265 a R$ 342.

Negócio da China!

Os chineses aparentemente descobriram um jeito de enganar o iPhone, aproveitando-se de uma falha do iOS, e fazê-lo aceitar um chip NAND que não deveria estar ali. Todo o processo é feito em cerca de uma hora e envolve abrir o iPhone, remover o seu chip NAND da placa mãe usando calor e instalar um novo, com mais capacidade de armazenamento. Segundo o que foi descoberto sobre o esquema, é muito mais fácil realizar o procedimento no iPhone 6 e outros dispositivos mais novos da Apple. Para o aparelho funcionar novamente, tudo deve ser devidamente reinstalado no chip NAND, incluindo identificadores que pertencem unicamente àquele smartphone.

Ainda não se sabe se essa prática vai se espalhar rapidamente pela China ou pelo mundo. Até agora, sabe-se que a loja que desenvolveu o procedimento teria o realizado em cerca de 70 aparelhos, todos com sucesso. Caso a coisa cresça muito, a Apple certamente vai correr atrás de impedir essa alteração. Como, só eles sabem, se é que sabem.

Você gostaria da possibilidade de aumentar o espaço de armazenamento de seu iPhone? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: