Antes de um smartphone ser lançado, é padrão que sua fabricante o submeta a uma série de testes de resistência para evitar que ele quebre facilmente durante situações cotidianas. Porém, nenhum deles é tão radical quanto o promovido pelo site TechRax, que expôs o iPhone 6 a uma temperatura de 6 mil graus Fahrenheit — aproximadamente 3.315 ° Celsius.

Para tanto, o dispositivo foi exposto às chamas de um maçarico de acetileno, que produz a terceira chama mais quente do mundo baseada em processos químicos. Essa solução normalmente é usada em grandes fabricas com o objetivo de cortar chapas de metal grossas — o que dá poucas chances de sobrevivência ao gadget da Apple.

Conforme o esperado, o iPhone 6 vítima do abuso não resiste à alta temperatura e deixa de funcionar completamente. O “cadáver” do aparelho sequer é respeitado pelos autores do vídeo, que fazem questão de entortá-lo e batê-lo contra superfícies de forma a impedir de vez qualquer possibilidade de reparo.

Cupons de desconto TecMundo: