Depois de horas e mais horas na fila esperando pelo iPhone 6, finalmente conseguimos botar as mãos nos dois novos aparelhos da Apple. Os modelos vieram cheios de novidades, e algumas delas são ainda mais interessantes ao vivo.

A caixa agora é inteira branca e não traz nada estampado na frente além do formato do aparelho. O nome “iPhone” na lateral também não carrega o sufixo como nos modelos anteriores.

A Apple cedeu aos apelos dos consumidores e aumentou bastante o tamanho o iPhone. O modelo “normal” agora possui 4,7 polegadas e o Plus, 5,5 polegadas. A pergunta que ficou foi a seguinte: agora ele não ficou grande demais? Na verdade, não. Pelo menos o modelo de 4,7 polegadas. Já o Plus está bem grande e é difícil utilizá-lo só com uma mão – caso que já é comum com todos os phablets disponíveis no mercado.

A tela também parece ser mais fina que em modelos anteriores. Isso proporciona um efeito interessante: quando tocamos nela, parece que estamos tocando diretamente os pixels. A densidade é proporcional (com uma pequena vantagem para o Plus), o que deixa a imagem da tela bem parecida em ambos os aparelhos.

Uma curiosidade: a tela inicial gira quando o iPhone 6 Plus é deitado; algo assim já acontece nos iPads.

O design e o acabamento externo do iPhone 6 servem para mostrar o capricho da Apple com o produto. O acabamento é praticamente impecável. As laterais agora são arredondadas, inclusive a tela, que possui bordas levemente inclinadas para encaixar na carcaça metálica; algo similar ao que acontece com alguns modelos da linha Lumia, da Nokia.

A câmera ganhou atualizações importantes e ficou muito mais poderosa, contudo, ela agora fica “para fora” na parte traseira, algo que pode incomodar um pouco.

Além disso, essa parte parece ser um pouco frágil e parece que vai quebrar se enroscar em alguma coisa. Felizmente a maioria das pessoas utiliza cases, logo isso não deve ser um problema maior.

Em termos de desempenho, o novo processador A8 também não decepciona. O sistema roda liso e quase tudo acontece de forma instantânea. Ambos os aparelhos compartilham do mesmo hardware, mas a resolução de tela maior do Plus não é motivo para que a sua performance não seja tão boa quanto do modelo normal. Por enquanto nenhum aplicativo testado mostrou problemas para o novo iPhone 6 – que já vem com o iOS 8 de fábrica.

No geral, é possível perceber que fisicamente o iPhone 6 está muito mais sólido que os modelos anteriores, mesmo que esteja bem leve e muito fino. A principal novidade, sem dúvidas, é o tamanho da tela e o fato de que a Apple parece ter acertado novamente.

iPhone 4S, iPhone 6 e iPhone 6 Plus

Clique aqui para saber tudo sobre o iPhone 6.

Em breve teremos uma análise supercompleta sobre os dois aparelhos. Continue ligado no TecMundo para ver de perto todas as novidades da nova geração de smartphones da Apple.

Cupons de desconto TecMundo: