A Apple anunciou hoje, terça-feira (09), a sua nova família de produtos. Além do Apple Watch, os maiores destaques foram o iPhone 6 e iPhone 6 Plus, agora seguindo o slogan “Muito mais que grande”. A justificativa é o salto no tamanho de tela, que pulou de 4 polegadas para 4,7” e 5,5” respectivamente.

A mudança vem impulsionada pelos concorrentes como LG, Motorola, Nokia, Samsung e Sony, que em sua grande maioria já possuem telas com tamanhos mais próximos de 5 polegadas, gerando pressão sobre a Apple.

No entanto, a empresa (principalmente durante a era de Steve Jobs) sempre defendeu tamanhos menores para os seus celulares, explicando que algumas proporções precisavam ser respeitadas para que o aparelho pudesse ser utilizado da melhor forma possível com apenas uma mão. A contradição fica ainda mais evidente com o comercial exibido quando o iPhone 5 foi anunciado, que você confere abaixo.

No vídeo com título de “Dedão”, as cenas mostram o fácil acesso a todos os pontos da tela:

Adaptação necessária

Esta pode ser considerada uma mudança necessária e permite à Apple exibir mais conteúdo na tela de seus aparelhos. Os utilizadores finalmente poderão desfrutar de filmes em definição Full HD na versão maior do celular, e deve animar aqueles que gostam de jogos com gráficos mais bonitos na tela.

Apesar de não ter botões de navegação ou de retorno na parte inferior da tela, como visto em outros sistemas operacionais para smartphones, a Apple bolou uma solução esperta: um duplo toque no botão Home faz com que toda a tela deslize para baixo, facilitando a vida de quem quer usar o modelo grandão com apenas uma mão.

Atenção: ao contrário do que afirmamos anteriormente, o comando de uma mão parece ser ativado com dois leves toques no botão Home, e não com dois cliques, responsável pela ativação de outras funções no sistema.

E você, se você fosse comprar um dos novos iPhones, qual tamanho escolheria?

Cupons de desconto TecMundo: