O TecMundo já havia divulgado uma notícia informando que Apple poderia estar trabalhando em uma nova resolução de 1704x960. Essa mudança traria benefícios por manter a mesma proporção de tela presente no iPhone 5S (que é de 16:9), mas apresentar uma densidade de pixels maior por polegada se comparada ao Retina padrão. No entanto, uma nova descoberta revela que a companhia pode utilizar outra resolução no iPhone 6.

Quem descobriu esse pequeno detalhe (que na prática já mostramos que pode não fazer muita diferença) foi o site 9to5mac, que precisou cavar fundo numa versão Beta do iOS 8 para desenvolvedores. Nessa variante de testes do sistema operacional, foram encontrados arquivos que mostram uma resolução de 736x414. Como a Apple trabalha com esses números dobrados em displays Retina, espera-se, portanto, medidas de 1472x828 pixels.

A fonte também se deu ao trabalho de calcular a densidade de pixels para os dois tamanhos esperados para o iPhone 6. Para o de 4,7 polegadas, o cálculo mostra que a tela teria 359 ppi (pixels per inch, ou pixels por polegada). No caso da versão maior (5,5 polegadas), a densidade seria de 307 ppi. Apenas por questão de comparação, o iPhone 5S possui 326 ppi.

Também se especula que a Apple, em vez de trabalhar com resoluções dobradas em seus dispositivos, triplique-as para obter resultados ainda maiores (chegando a monstruosos 2208x1242). Porém, essa possibilidade parece um pouco remota por causa da densidade de pixels que as telas alcançariam (539 e 460 ppi), valores realmente absurdos para os padrões atuais.

O site também ressalta que, apesar do aparente retrocesso por causa da diminuição da densidade de pixels na versão maior, isso não causará diferenças visíveis. Isso porque a definição de Retina Display ainda se manterá por causa da tela maior apresentada pelo dispositivo. Porém, como todos já devem imaginar, esses são apenas “desconfianças” a serem confirmadas quando a Apple finalmente anunciar os tão aguardados smartphones.

Cupons de desconto TecMundo: