(Fonte da imagem: Divulgação/Apple)

Em 2010, a Apple revolucionou o mercado de computadores portáteis, apresentando a primeira geração dos iPads — primeiro tablet a conseguir sucesso comercial em todo o mundo, pois até então só era possível encontrar modelos com Windows 7, que tinham qualidade mediana e preços muito altos. Desde então, a empresa de Cupertino domina este segmento do mercado.

Mas recentemente a Apple começou a ver a sua parcela no mercado ser reduzida. E será que existe algum culpado para esse movimento ou se trata de um acúmulo de fatores? Analistas de mercado citam várias coisas, incluindo o fato de que existem apenas dois iPads no mercado, enquanto o número de tablets com Android aumenta a cada dia. Mas, segundo analistas, há vários outros motivos.

Demanda por tablets menores

A Apple domina totalmente o mercado de tablets com mais de 8 polegadas — com cerca de 90% dos aparelhos vendidos nos Estados Unidos —, mas quando analisamos os de menores dimensões, a história muda. Abaixo de oito polegadas, entre 30% e 40% dos tablets são produzidos pela Apple. E o motivo para isso é o preço: enquanto os dispositivos Android de 7 polegadas giram entre 200 e 250 dólares, o iPad mini custa 329 dólares.

Ciclo de novos produtos atrasado

Enquanto Samsung e outras grandes empresas renovam suas linhas com muita frequência, a Apple deve esperar o encerramento do ciclo de um ano para apresentar novos tablets. Isso faz com que a empresa de Cupertino tenha novidades a cada 12 meses, o que pode ser fatal em um mercado tão dinâmico. É claro que a já citada Samsung tem uma grande quantidade de linhas diferentes, mas isso é algo a ser considerado, segundo os analistas.

Mercado saturado

Tablets não são baratos. Como deixa claro o site Mashable, comparar esses aparelhos com smartphones é desleal, porque “tablets são convenientes, mas não essenciais”. Por isso a troca de versões acaba sendo mais lenta do que a de celulares. É importante notar que esse fator pode acabar neutralizando o citado anteriormente, pois com um mercado menos aquecido, a necessidade de lançamentos frequentes acaba sendo um pouco menor.

Cupons de desconto TecMundo: