Oito meses após decidir vender a primeira geração do iPad mini por US$ 249, a Apple decidiu remover totalmente o aparelho de sua loja oficial na internet. Com isso, chega ao fim o legado do dispositivo, que até então era o único produto sem tela Retina que ainda era comercializado pela empresa.

A retirada faz sentido quando levamos em consideração o hardware defasado do produto que, com quase três anos de existência, se tratava de uma adaptação do iPad 2. Apesar de ser compatível com iOS 9, as limitações do tablet impediam que ele aproveitasse totalmente os recursos adicionados pela Apple nos últimos anos.

A decisão da empresa reabre as expectativas para o anúncio de uma nova geração do produto — algo que já se tornou uma espécie de tradição anual. A última atualização do tablet em questão se mostrou um tanto decepcionante para muitos consumidores, visto que as únicas adições trazidas por ela foram o suporte ao TouchID e ao Apple Pay, que não vieram acompanhados por uma atualização de hardware substancial.

Cupons de desconto TecMundo: