Depois da iniciativa (desastrosa) da Apple em abdicar do Google Maps em prol de seu próprio serviço de mapas no iOS, os donos de dispositivos da Apple passaram por maus bocados, já que o software da Maçã ainda deixa muito a desejar em relação ao aplicativo da Google.

Porém, o sofrimento acabou. O Google Maps finalmente chegou para o iOS trazendo uma interface completamente remodelada, além de um grande número de novidades que farão a espera ter valido a pena.

Novos recursos para melhorar a experiência

Um dos recursos mais interessantes é a navegação ponto a ponto incluída no novo Google Maps. Essa função já era desejada pela Apple há muito tempo, mas que a Google se recusava a implementar.

Entre as novidades, também está a possibilidade de sincronização com o Google Maps para desktop. Para isso, basta cadastrar a sua conta Google no aplicativo e ele trará um histórico das buscas anteriores.

O novo Google Maps para iOS também traz o Google Street com visão 360 graus, informações de rotas e a situação do trânsito das cidades em tempo real. Para completar, o aplicativo agora possui controle total por gestos para facilitar a navegação.

SDK para os desenvolvedores

Junto com o Google Maps para iOS, a empresa também lançou um SDK para que os desenvolvedores de aplicativos possam utilizar o software como padrão em vez de optar pelo Mapas, da Apple.

              

Funciona assim: imagine que você está elaborando um programa para o gerenciamento de contatos. Ao clicar em um endereço cadastrado, o usuário é levado automaticamente a acessar o Mapas original. Com o SDK liberado pela Google, é possível definir o Google Maps como software de mapas padrão para ser acessado com a agenda de endereços.

Um aplicativo como o Foursquare, por exemplo, pode utilizar o Google Maps como banco de dados para coletar informações em tempo real, informações e gráficos, em vez do app nativo do sistema.

Cupons de desconto TecMundo: