Um dos pilares que constituem a clássica rixa entre usuários do Android e os defensores do iOS é a liberdade que o SO da Google dá aos seus usuários quando o assunto é a personalização de smartphones.

O sistema da Apple sempre foi tido como um dos mais “fechados” do mercado, não permitindo sequer que os donos de um iPhone ou de um iPad instalem teclados virtuais diferenciados para substituir aquele que já vem de fábrica (diferente do robozinho verde, que suporta apps incríveis como o SwiftKey e o Swype).

Contudo, a verdade é que o iOS sempre teve suporte para teclados alternativos – para ser mais específico, ele é compatível com keyboards customizados desde 2008, ano que marcou o lançamento da App Store. O único detalhe é que os teclados vinham em conjunto com um aplicativo e não podiam ser utilizados em outros, ficando restrito ao seu local de origem.

Não entendeu? Explicaremos de uma forma mais simples. Digamos que você baixe o App nº 1, que é um processador de textos, e ele possui um teclado diferente daquele que já veio de fábrica com o sistema operacional – possui algumas teclas com caracteres especiais e tudo mais. Isso é um keyboard customizado, mas você só pode usá-lo para escrever no App nº 1 – ao abrir o App nº2 (imaginemos que seja um cliente de email), você vai se deparar ou com o keyboard nativo do sistema ou com outro teclado próprio que só pode ser utilizado naquele software em específico.

Tá, mas e daí?

A boa notícia é: toda essa burocracia está prestes a mudar com o lançamento da oitava versão do iOS! Já disponível em fase Beta para desenvolvedores, a nova edição do SO finalmente permite que o teclado oriundo de um aplicativo externo possa ser utilizado para redigir qualquer coisa em qualquer outro programa que você queira – inclusive os softwares nativos de mensagens, emails, calendário, anotações etc.

É óbvio, todavia, que esses keyboards terão algumas limitações e uma série de requisitos técnicos para serem aprovados na App Store (que, de acordo com a Apple, são frutos de medidas projetadas para proteger a privacidade e garantir a segurança do usuário). Para que um teclado possa ser “emprestado” de seu app de origem para outro, é necessário, por exemplo, que ela possua uma tecla que está sendo apelidada como “global key” – e cuja função é simplesmente alternar entre os diferentes teclados instalados no seu aparelho.

Além disso, a Apple afirma que os teclados externos terão que oferecer seus próprios dicionários de correção automática, visto que eles não terão acesso ao dicionário do iOS por questões de segurança. Os keyboards customizados também não poderão ser usados para preencher campos de dados sigilosos (como senhas e números de cartões de crédito), e terão um resistente bloqueio que não os permitirá enviar quaisquer dados que porventura sejam armazenados no telefone para um servidor remoto.

E como eu instalo essas maravilhas?

Você já pode testar o novo sistema de “empréstimo” de teclados caso esteja utilizando a edição Beta do iOS 8. Para fazer isso, primeiramente instale o aplicativo que contém o keyboard customizado que você deseja. Em seguida, acesse a janela de configurações do sistema operacional, entre na seção “Keyboards” (“Teclados”) e toque em “Add New Keyboard”. Perceba a existência de um setor chamado “Third-party Keyboards” (“Teclados de terceiros”) – é nele que ficam localizados os teclados customizados que você instalar. Basta tocar no desejado para concluir a ativação e usá-lo normalmente.

É importante observar que, por enquanto, a quantidade de keyboards externos disponíveis para o sistema é bem limitado: afinal, a versão final do iOS 8 ainda sequer foi lançada. Contudo, certamente podemos esperar um enxame de apps do gênero aparecendo na loja ao longo dos próximos meses, conforme o novo sistema da Apple for se popularizando entre os próprios desenvolvedores.

Cupons de desconto TecMundo: