O iOS sempre se caracterizou por ser um sistema operacional bem otimizado e fluido, oferecendo uma experiência agradável até mesmo em aparelhos que já têm alguns anos em cima. Entretanto, as coisas devem ficar ainda melhores a partir do iOS 10, que já teve a sua primeira versão Beta liberada.

Um novo algoritmo chamado “prefetching data” deve fazer com que a última versão do SO faça um cache mais agressivo dos aplicativos que estão sendo executados. Dessa maneira, ao dar scroll em uma lista muito comprida, por exemplo, não devem ocorrer engasgos perceptíveis. No iOS 9 (ou anterior), não é assim tão difícil notar “lag” ao deslizar rapidamente a timeline de uma rede social ou a lista de um app.

Uma característica interessante do novo recurso é que os desenvolvedores não precisarão fazer nada para que seus apps se beneficiem da funcionalidade. O iOS 10 deverá ser capaz de analisar a forma como os programas se comportam para prever o comportamento do usuário e assim realizar um cache eficiente. Por algum motivo, os programadores que quiserem desativar o “prefetching data” de seus aplicativos poderão fazer isso adicionando apenas uma linha de código.

Fluidez

A nova tecnologia certamente vai exigir mais RAM dos aparelhos, e talvez esse seja o motivo de a Apple ter desistido de atualizar os aparelhos com menos de 1 GB de RAM. O iPad mini 1, iPad 2 e iPod Touch de quinta geração, que utilizam o processador A5 e contam com apenas 512 MB de RAM, foram recentemente removidos da lista de compatibilidade do iOS 10.

Cupons de desconto TecMundo: