O método mais tradicional de se apagar incêndios é aquele se vale do despejar de água sobre o fogo. E a lógica deste processo é bastante simples: quanto mais água cair sobre uma floresta ou prédio em chamas, mais chances de sucesso os bombeiros têm. O tempo de coleta do precioso líquido é então determinante. Pensando nisso, a empresa espanhola de design Inventec elaborou um protótipo de tanque capaz de sugar água de forma extremamente eficaz.

A maioria dos helicópteros de coleta precisa fazer voos rasos; um compartimento acoplado geralmente à “barriga” da aeronave deve ser completamente enchido – a cada minuto, cerca de 4 mil litros podem ser sugados por estes sistemas. De acordo com a Inventec, até 12 mil litros por minuto podem ser bombeados para o interior da invenção (processo até três vezes mais rápido se levado em conta o modo de coleta tradicional).

Tanque pressurizado

Mas, afinal, como o dispositivo funciona? Acontece que o tanque é pressurizado e faz uso, portanto, da diferença de pressão para o completo abastecimento do compartimento (coleta a vácuo). Além disso, superfícies com pelo menos 25 centímetros de profundidade podem fornecer água ao tanque – os mecanismos tradicionais precisam fazer voos sobre rios profundos para encher seus compartimentos. Assista nesta página aos testes realizados pela Inventec.

O tanque pressurizado não é apenas capaz de despejar água de forma eficaz sobre o fogo; a esfera pode servir também como fonte de abastecimento a hidrantes usados por bombeiros. Outra das aplicações práticas da invenção é a coleta de água potável para populações em situação de emergência. A Inventec não está produzindo o componente em série. Espera-se que a fabricação em massa do dispositivo um dia seja feita – o que irá impactar de forma positiva o combate a incêndios.

Cupons de desconto TecMundo: