Até que ponto nossa privacidade é realmente protegida em ambiente online? Discussões acaloradas acerca deste tema pipocam aos montes internet afora; medidas que tentam proteger usuários de olhos curiosos também são listadas aos borbotões (confira algumas dicas aqui). Fato é que o rastreamento do endereço de IP é feito corriqueiramente, o que pode revelar a localização do internauta.

Mas e se uma camada física capaz de ofuscar a localização do hardware de proxy pudesse ser acoplado a um modem? Foi justamente essa a ideia de Bem Caudill, que, ao desembolsar cerca de US$ 200, construiu o que tem chamado de ProxyHam. O dispositivo é um open source que se conecta a redes WiFi e faz a transmissão do sinal de internet por ondas de rádio de 900 MHz. O alcance pode atingir um raio de 4 km, dependendo da interferência gerada por edificações.

Significa que, se o rastreamento for feito, somente a caixa ProxyHam será encontrada – o dispositivo é um tipo de “modem remoto” e não revela a localização real do usuário. Conforme explica Caudill, que trabalha como pesquisador na empresa de consultoria Rhino Security Labs, a invenção burla os métodos tradicionais de localização de IP devido à sua natureza remota. “A vantagem de ProxyHam é que você pode estar em um café ou em algum outro lugar remoto sem realmente estar lá”, diz.

Segundo o especialista, ferramentas de VPNs ou o software Tor podem não proteger o anonimato do internauta – malwares para o controle desses serviços são capazes de informar a um hacker o verdadeiro endereço de IP utilizado. O rastreamento do modem remoto não condenaria a identidade e localização do computador, enfatiza ainda Caudill. “A KGB não vai bater em sua casa. Eles vão é chutar a porta de uma biblioteca, por exemplo, que está a 4 km de distância”, brinca.

ProxyHam será apresentado no próximo mês, em Las Vegas (EUA), durante a conferência de hackers DefCom. De acordo com o inventor, versões futuras do aparelho vão contar com sistemas inteligentes de tentativas de rastreamento; a ideia é transformar o dispositivo em um tipo de “caixa preta” que até mesmo gravaria arquivos do áudio ambiente quando estivesse prestes a ser desativado.

Caudill pretende disponibilizar via internet tutoriais sobre como construir um ProxyHam em casa. “Jornalistas e dissidentes dos países árabes, por exemplo. Essas pessoas têm de enfrentar condições de segurança muito duras. Esse é o último esforço para que permaneçamos anônimos e seguros”, finaliza.

Cupons de desconto TecMundo: