Que a internet foi uma das tecnologias mais difundidas e com maior impacto na vida de boa parte da população mundial, já é considerado senso comum.  Atualmente, um número maior de pessoas conecta-se diariamente à rede global.

O acesso público da internet, como em lan-houses ou telecentros, é muito interessante para o crescimento cultural da sociedade, pois proporcionou a inclusão digital das classes sociais menos favorecidas financeiramente.

Por outro lado, esse compartilhamento de computadores faz com que os usuários corram sérios riscos quanto à integridade de seus dados, principalmente pela ação de malwares instalados em máquinas comunitárias.

Se você utiliza esse tipo de acesso à web, fique atento! Confira aqui no Portal Baixaki dicas quentes para se proteger contra ataques de pessoas mal-intencionadas e navegue com tranquilidade por esse território sem limites.

O BOOM DA INTERNET

A internet não é uma tecnologia tão nova quanto muitos pensam, ela surgiu na década de 60 durante a Guerra Fria e tinha finalidade bélica. Sua utilização comercial só aconteceu em meados dos anos 90.

A ampla difusão da internetEntretanto, a rede mundial de computadores ganha força somente a partir da virada do século XX para o XXI, quando as classes A e B começaram a adquirir as caríssimas máquinas e serviços de telefonia.

De 2005 a 2007 é que a internet cai nas graças da maioria da população, as classes C, D e E. Essa parcela da sociedade obteve contato com a web principalmente pela criação de lan-houses, telecentros, cybercafés, bibliotecas digitais, entre outros.

De acordo com pesquisa do Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e Comunicação (CETIC), no ano de 2007 a maioria dos acessos à internet, próximo aos 49%, ocorriam através de pontos públicos.

Segundo o mesmo instituto, em seu levantamento mais recente, esse contexto tem mudado. A taxa de acesso em locais comunitários caiu para 40% no ano passado. Porém, ainda é uma quantidade muito significativa.

OS PERIGOS AO COMPARTILHAR O COMPUTADOR

O uso da internet sempre oferece riscos ao usuário, independentemente de onde esteja. Cautela e atenção nos sites por que transita, que tipo de softwares instala na máquina e a forma como cede dados a serviços são essenciais para a saúde da sua “vida virtual”.

O agravante na utilização de locais públicos de acesso é que você não tem controle da segurança da máquina, como antivírus, anti-spywares e firewall, bem como os cuidados dos outros usuários com aplicativos maliciosos. A exposição aos malwares é, sem dúvida, muito mais sensível e a vulnerabilidade fica evidente.

Os perigos da navegação compartilhada

Os ataques mais comuns dos visitantes indesejados são o roubo de senhas, invasão de perfis em redes sociais ou serviços online e, o mais crítico, violação de contas bancárias. A ação desses vermes virtuais é camuflada - muito bem, diga-se de passagem - através de links, emails e até mesmo sites “fakes”. É uma armadilha mortal para usuários iniciantes e inexperientes.

OS 10 MANDAMENTOS DO USUÁRIO PÚBLICO

Se pararmos para avaliar o quanto estamos suscetíveis a ataques enquanto navegamos, nem o faríamos. Calma caro usuário, não há perigo algum que não seja amenizado - para não dizer extinguido - se tomadas as devidas precauções ao usar computadores públicos. Muito pior que se arriscar na internet é ficar sem ela.

Não caia nas garras dos crimonosos digitaisNão sabe o que fazer para evitar problemas ao surfar pela web? Sem ideias para escapar das garras dos invasores digitais e suas armadilhas? Deixe a preocupação de lado, esse também é um dos motivos de o Portal Baixaki ajudar você a conhecer cada dia um pouco mais sobre tecnologia.

História, informações e riscos à parte, vamos ao que interessa: as dicas mais quentes do momento para tornar sua navegação tranquila. Seguem os mandamentos para qualquer usuário de locais compartilhados de acesso à internet:

1º - Nunca acessarás seu Internet Banking: esse tipo de serviço online é muito visado por crackers, portanto, não acesse-os. Jamais. Será que ficou claro?!

2º - Não cobiçarás produtos na internet: evite ao máximo adquirir itens pela web, isso significa que somente realize compras ou transações online em casos de urgência!

3º - Não divulgarás dados em vão: ao usar computadores compartilhados não dissemine informações pessoais - como número de cartão de crédito, nome de usuário e senha de serviços e coisas do gênero -, seja por Messenger, email ou qualquer outro meio de comunicação online. Mantenha tais informações em sigilo nesses ambientes, a não ser que seja, extremamente, necessário tal repasse.

4º - Trocarás as senhas com assiduidade: se você usa locais públicos de acesso com frequência, troque suas senhas, no mínimo, uma vez por semana.

5º - De forma alguma salvarás suas senhas: essa é mais uma instrução enfática, NUNCA salve senhas em máquinas comunitárias.  Outra boa dica é digitar uma senha errada por uma ou duas vezes, isso inibe a ação de keyloggers - aplicativos que registram o que é digitado por todo o computador. Evite, também, criar senhas óbvias, como “12345”, seu nome ou data de nascimento.

Jamais salve suas senhas em pontos públicos de acesso

6º - Sairás de todos os serviços acessados: sempre que fizer login em um serviço ou site lembre-se de realizar o logoff em todos eles.

7º - Não seguirás os caminhos do próximo: em vez de clicar nos endereços sugeridos pelo browser, baseado no histórico de navegações anteriores, digite o endereço dos sites que pretende acessar.

8º - Atentarás por onde andas: procure serviços que possuam sistemas de acesso seguros. Para identificar se um site contém esse tipo de ferramenta basta olhar no canto direito inferior do navegador e verificar a existência de um cadeado como símbolo. Fique atento aos aspectos das páginas, se estão bem estruturadas – geralmente crackers não se empenham em elaborar sites fakes com qualidade.

9º - Não deixarás enganar-te por desconhecido: cuidado com links e arquivos de desconhecidos, não acredite em tudo que vê e lê na internet. Ao fazer download de programas ou documentos, antes de abri-los, faça um escaneamento com o antivírus.

Cuidado com os downloads realizados

10º - Deverás apagar seus rastros: ao terminar sua navegação, não se esqueça de limpar todos os registros deixados. Limpe o histórico do browser, apague os caches (saiba aqui  como proceder) e exclua os cookies. Confira neste artigo  mais informações de como limpar os dados dos navegadores.

Todo cuidado é bem-vindo para garantir que você continue utilizando essa poderosa ferramenta, chamada internet, sem sofrer qualquer problema ou prejuízo. As dicas deste artigo também servem para você usar em casa, segurança nunca é demais.

Tem mais alguma dica sobre a segurança na internet? Deixe seu comentário e compartilhe-a com os outros usuários.

 

Cupons de desconto TecMundo: