Você pode até não conhecer o Tor, mas o serviço é uma das ferramentas mais utilizadas por quem quer navegar na internet de forma completamente anônima. Open source, o programa é gratuito e está disponível para diversas plataformas, como Windows, Mac OS, Linux e Android. Apesar de sua popularidade, no entanto, a polícia do Japão quer que os provedores de internet bloqueiem o seu uso no país.

De acordo com a organização, muitos usuários do programa têm abusado de seus benefícios. Para as autoridades japonesas, um dos maiores problemas causados pelo Tor é a dificuldade de investigar crimes virtuais por conta de serviços que protegerem a identidade de seus usuários, como o Tor.

O grande estopim para a perseguição ao Tor no Japão é um caso ocorrido no ano passado em que diversas ameaças de morte foram postadas online a partir de computadores comprometidos. Depois de muitas prisões feitas pela polícia, foi descoberto que os primeiros suspeitos nada tinham a ver com os crimes virtuais. No final da investigação, quando o autor real das ameaças foi preso, descobriu-se que o Tor foi utilizado para encobrir seus vestígios online.

Além disso, a instituição também afirma que o Tor facilita a realização de fraudes financeiras, abuso de crianças e vazamento de informações confidenciais. Apesar disso, no entanto, a questão toca nos direitos de privacidade na rede. Independentemente de os servidores do país acatarem ou não a decisão, a discussão vai longe.

Cupons de desconto TecMundo: