De uns tempos para cá, a tecnologia de notebooks e celulares vem crescendo muito. Primeiramente foram os celulares, que de simples aparelhos que eram, tornaram-se em aparelhos focados nas atividades multimídia e capazes de executar programas mais inteligentes. Os novos celulares que surgiram receberam o nome de smartphones, porque eram capazes de utilizar um sistema operacional. Eles foram um sucesso tão grande que estão dominando o mercado da telefonia móvel, diminuindo o espaço dos celulares mais básicos.

A evolução dos celulares realmente foi fantástica, mas nada supera a evolução da computação. Antes eram os notebooks que ganhavam a atenção em todos os lugares. Claro que, os notebooks não seriam a última tecnologia em computação móvel. Tanto é verdade, que o sucesso atual fica por conta dos netbooks. Para quem ainda não conhece, um netbook nada mais é do que um notebook simplificado.

Os netbooks têm uma autonomia muito melhor, além de serem bem mais leves e menores — fatores que fizeram os netbooks terem um espaço único e reservado. Contudo, a tecnologia não é estagnada nunca, tanto que neste mês de agosto, a NVIDIA anunciou o lançamento de um Smartbook com o seu mais novo processador.

Isso mesmo, os smartbooks estão chegando para dominar o espaço dos netbooks e abocanhar um pedaço do mercado dos smartphones. Evidentemente, estes produtos possuem suas especificações e diferenças dos netbooks e dos smartphones, o que significa que os produtos mais antigos não irão desaparecer. O Baixaki criou este artigo para trazer a você, internauta, um pouco do conceito e das novidades que estão por vir no ramo da computação e da telefonia móvel.

Afinal, o que é um smartbook?

Como muitos já devem presumir, um smartbook é a fusão entre o smartphone e o netbook. O smartbook ganhou este nome por unir a facilidade da internet 3G, do GPS e da bateria de longa duração dos smartphones, com a aparência e os recursos de um netbook. Claro que, tais aparelhos terão suporte às redes wireless e também contarão com um sistema operacional mais leve.

Uma fusão incrível

Especificações de um smartbook

Para que um aparelho seja considerado como um smartbook ele deve ter algumas características exclusivas. Primeiramente, ele não deve utilizar processadores que utilizem muita energia. Eles devem, obrigatoriamente, ter uma ótima conectividade sem fio, tanto com redes Wi-Fi como através do Bluetooth e principalmente com as redes 3G. Além disso, um aparelho só é considerado como smartbook se ele for muito leve, possuir ótimas características para reprodução de arquivos multimídia e não utilizar sistemas operacionais voltados para computadores comuns. Abaixo iremos mostrar os primeiros anúncios e todas as características e funções que os smartbooks estão prometendo.

Primeiros anúncios

A Pegatron, empresa de propriedade da ASUS, foi a primeira a relatar a novidade. As notícias indicavam o abandono do processador Intel Atom, para aderir a um CPU menos eficiente, porém muito mais econômico. Além disso, a Pegatron anunciou que os novos netbooks, intitulados de smartbooks, deveriam ter uma autonomia maior. Até então, parecia que os smartbooks não teriam grande futuro, pois eles estavam apenas diminuindo desempenho para economizar bateria e não estavam incluindo grandes novidades.

A segunda notícia veio há pouco tempo, porém é proveniente de uma empresa que ninguém esperava. A famosa fabricante de chips gráficos, NVIDIA, anunciou a criação de smartbooks com seu novo processador. Segundo os anúncios da NVIDIA, os smartbooks que forem equipados com seus processadores, terão uma capacidade incrível, tendo até mesmo a vantagem da reprodução de vídeos em alta definição.

Energia de sobra com o NVIDIA Tegra

A fabricante anunciou que os smartbooks que fossem equipados com o NVIDIA Tegra (mesmo processador que equipará o Zune HD) serão capazes de executar atividades como muitos outros netbooks conseguem, mas o seu grande trunfo deve ser na autonomia incrível da bateria. Segundo o anúncio oficial, os smartbooks equipados com o Tegra devem ter capacidade para executar até dez horas de vídeo ou incríveis 25 dias de música! Abaixo falaremos um pouco sobre o fantástico NVIDIA Tegra.

Processador NVIDIA Tegra

Os smartbooks poderão utilizar dois modelos de processadores Tegra: o Tegra 650 e o Tegra 600. Em síntese, estes dois processadores são quase iguais, contudo existem algumas diferenças quanto à velocidade e o suporte de vídeos com resolução HD. Abaixo colocamos duas tabelas que mostram as configurações e capacidades de cada modelo, confira.

Especificações

Como podemos visualizar na tabela, a frequência dos processadores Tegra não é nada impressionante, aliás, é até um pouco decepcionante. Todavia, a NVIDIA criou estes processadores focados na execução de arquivos de vídeo e no trabalho com gráficos tridimensionais. Vale lembrar que estes processadores não irão trabalhar com sistemas operacionais pesados, fator que contribui para que eles obtenham um alto desempenho mesmo utilizando uma velocidade baixa.

Outros processadores

Obviamente, não é somente a NVIDIA que está fabricando processadores para uso em smartbooks. Muitas montadoras de smartbooks irão utilizar outros processadores, sendo que muitos deles já são usados em diversos smartphones. Algumas montadoras de smartbooks irão utilizar processadores da Samsung (os famosos ARM Cortex), os quais vêm mostrando um nível de desempenho incrível nos smartphones da Samsung e de outras marcas.

Alguns smartphones poderão utilizar o Snapdragon

Também se cogita a possibilidade de algumas montadoras optarem pelos processadores Snapdragon da Qualcomm. Independente da opção, todos os processadores escolhidos são ideais para smartbooks, pois sempre apresentaram bons resultados com gráficos tridimensionais e atividades multimídia, justamente o que é procurado conseguir com os smartbooks.

Sistemas Operacionais dos smartbooks

Assim como os processadores, os sistemas operacionais devem ser diferentes de acordo com a marca do smartbook. Algumas empresas já se anteciparam e anunciaram que irão utilizar o Windows CE. Contudo, processadores como o Tegra e o ARM Cortex A8 são compatíveis com outros sistemas operacionais. Entre os sistemas cogitados para os smartbooks estão: o Android, o Ubuntu Netbook e outras versões do Linux mais enxutas.

Sistemas operacionais para Smartbooks

Smartbook da Mobinnova

Qual é o smartbook mais comentado do momento?

O Mobinnova élan é o smartbook que mais despertou curiosidade até agora. Segundo o site do fabricante, este smartbook será equipado com o NVIDIA Tegra, terá bateria de três células, 256 MB de memória RAM, disco SSD de 16 GB para armazenamento de arquivos, suporte as redes Wi-Fi do tipo 802.11g, modem 3G embutido, webcam e muito mais. O sistema operacional deste smartbook será o Windows CE e ele virá com aplicativos para visualização de arquivos do Microsoft Office e da Adobe.

Quanto vai custar?

Os smartbooks ainda não estão disponíveis para venda no exterior, mas especula-se que eles cheguem custando U$ 200, 00 dólares ou mais. O Mobinnova élan deve custar aproximadamente U$ 245 dólares, o equivalente a quase R$ 500, 00 reais. Evidentemente, o produto jamais chegará ao Brasil custando tão pouco.

Claro que, os smartbooks terão suporte para todas as operadoras de telefônica móvel, portanto já é meio óbvio que seja possível adquirir o aparelho em lojas de eletrônicos. Estima-se o preço de R$ 700, 00 ou R$ 800, 00 reais para a venda destes aparelhos desbloqueados. Ainda não foi definida uma data para a chegada dos smartbooks, entretanto eles devem chegar aqui no começo do ano que vem.

Já é quase certo que os smartbooks serão vendidos por operadoras de telefonia móvel e sabendo disso já dá para imaginar que o preço será muito salgado. Evidentemente, para quem for comprar um smartbook num plano de conta, com direito a internet 3G terá um belo desconto.

O que você achou sobre os smartbooks? Será que essa moda pega? Fique de olho em nosso site, em breve divulgaremos mais especificações sobre smartbooks e outras novidades tecnológicas.

Cupons de desconto TecMundo: