YouTube é obrigado a deduzir impostos de criadores de conteúdo fora dos EUA

1 min de leitura
Imagem de: YouTube é obrigado a deduzir impostos de criadores de conteúdo fora dos EUA
Imagem: Pixabay
Avatar do autor

O YouTube começou a enviar nesta terça-feira (09) um e-mail para criadores de conteúdo informando que uma porcentagem da renda deles será tributada. De acordo com o conteúdo da mensagem, a medida começa a ser aplicada a partir de junho deste ano.

O e-mail informa que a “Google precisará deduzir tributos dos pagamentos de criadores de conteúdo fora dos EUA para cumprir as leis do país”. A mensagem complementa que nas próximas semanas deverão ser pedidas informações fiscais no Adsense para os youtubers.

YouTUbe

Caso os dados não sejam enviados, a Google informa que precisará deduzir até 24% dos ganhos no mundo todo.

Impacto na comunidade

Na tarde de hoje, o criador de conteúdo Felipe Neto comentou sobre o assunto no Twitter. Segundo ele, é “grande a chance” de a dedução representar um valor bem baixo. Ele disse que o YouTube passará a coletar impostos de acordo com quantas pessoas nos EUA assistem aos vídeos dos brasileiros.

Neto exemplificou dizendo que somente 1,5% de sua receita de fevereiro foi representada por pessoas assistindo a propagandas em seus vídeos nos Estados Unidos. “Então 1,5% do meu adsense será tributado pelo YouTube... Em algo que varia entre 0% a 30%.

Por último, ele lembrou que é preciso preencher o formulário enviado pela empresa com a ajuda de advogados, já que o não preenchimento pode acarretar deduções de 24% na renda.

O TecMundo entrou em contato com o YouTube para esclarecimentos sobre o assunto, que respondei com o seguinte posicionamento:

"De acordo com a legislação tributária dos Estados Unidos, o Google é obrigado a reter impostos quando criadores de fora do país geram receita com espectadores que moram nos EUA. Estamos solicitando aos produtores de conteúdo da plataforma que nos enviem informações fiscais para determinar se há alguma retenção de impostos a ser feita. Quando aplicável, reteremos esses valores da receita dos criadores, começando ainda este ano." - porta-voz do YouTube.

YouTube é obrigado a deduzir impostos de criadores de conteúdo fora dos EUA