Brave terá buscador focado em privacidade para brigar com Google

1 min de leitura
Imagem de: Brave terá buscador focado em privacidade para brigar com Google
Imagem: Brave
Avatar do autor

navegador Brave ganhará futuramente um buscador focado em privacidade para competir com o Google, que lidera o segmento de pesquisas online. A solução terá como diferencial a proteção dos dados e, segundo a empresa, pode adotar um sistema que paga o usuário por visualizar anúncios, como já acontece no browser da startup.

Chamado de Brave Search, o buscador utilizará a tecnologia da Tailcat, uma ferramenta de pesquisa que entrega resultados sem coletar informações do usuário e montar um perfil para direcionar conteúdos. A novidade ainda não está disponível, mas os usuários interessados já podem se inscrever neste site para experimentar a solução futuramente.

O Brave Search ainda não está disponívelO Brave Search ainda não está disponívelFonte:  Brave 

O novo buscador focado em privacidade será lançado como ferramenta de pesquisa padrão do navegador Brave. Os desenvolvedores darão a opção do usuário escolher outra solução para buscas e, futuramente, também vão disponibilizar o Brave Search em outros browsers.

Pagando os usuários

Assim como acontece no navegador da startup, o Brave Search também pode contar com um sistema de anúncios que paga o usuário. A empresa disse que está pensando em adotar no buscador os tokens BAT, que são ganhos ao consumir anúncios na plataforma e podem ser trocados por dinheiro.

Fonte:  Brave 

A empresa disse que o navegador deve chegar ao mercado com pelo menos dois modelos de atuação para garantir o poder de escolha ao usuário. Além de trazer uma versão gratuita e que traz anúncios obrigatórios, como o Google Search, a companhia também oferecerá uma edição paga do serviço que será totalmente livre de propagandas.

O Brave Search ainda não possui uma data de lançamento definida. Mais detalhes sobre o buscador podem ser vistos no site da ferramenta de pesquisas.

Brave terá buscador focado em privacidade para brigar com Google