Google Chrome encerrará suporte para extensões pagas na Web Store

1 min de leitura
Imagem de: Google Chrome encerrará suporte para extensões pagas na Web Store
Imagem: Google / Chrome Web Store
Avatar do autor

Recentemente, a Google anunciou que irá interromper, depois de 11 anos, o suporte para pagamentos na loja virtual dedicada ao seu navegador, a Chrome Web Store. Com a mudança, a empresa espera que os desenvolvedores utilizem alternativas de pagamento externos para oferecer extensões e outros itens de maneira paga.

De acordo com a empresa, a publicação de extensões e itens pagos já estava suspensa desde março deste ano, em razão da recente pandemia da COVID-19. A Google, contudo, decidiu tornar a mudança permanente a partir deste mês de setembro, efetivamente proibindo a criação de novas extensões ou itens pagos na Chrome Web Store.

Gráfico representando a linha do tempo final do sistema de pagamentos. (Fonte: Google / Reprodução)Gráfico representando a linha do tempo final do sistema de pagamentos. (Fonte: Google / Reprodução)Fonte:  Google 

As mudanças não param por aí: ainda em dezembro deste ano os botões de teste (também conhecidos como "Experimente Já") serão desabilitados, assim como as opções com a mesma finalidade dentro dos aplicativos. Da mesma forma, os aplicativos, extensões e itens pagos já existentes terão o suporte de pagamento da Web Store encerrado em fevereiro de 2021, mas ainda permitirá que os desenvolvedores acessem as informações de compras passadas, tanto nos aplicativos, quanto na loja.

A iniciativa Google pode debilitar ou até mesmo acabar com o mercado de extensões pagas, visto que a notícia desmotiva o desenvolvimento de novos aplicativos para o navegador. Anteriormente, os recursos de extensão que eram um diferencial atrativo para muitos usuários do Google Chrome, hoje apresentam mais riscos do que benefícios, principalmente ao se tratar de segurança digital e, assim, caíram em desuso.

Google Chrome encerrará suporte para extensões pagas na Web Store