PewDiePie assina contrato de exclusividade com o YouTube

1 min de leitura
Imagem de: PewDiePie assina contrato de exclusividade com o YouTube
Imagem: Wikimedia Commons
Avatar do autor

O YouTube anunciou, nesta segunda-feira (4), a assinatura de um contrato de exclusividade com PewDiePie, uma das maiores estrelas dos jogos online na atualidade. Com o acordo, ele passará a transmitir suas lives exclusivamente na plataforma de vídeos da Google.

Dono de um dos maiores canais do YouTube, com mais de 104 milhões de inscritos e 25 bilhões de visualizações, o gamer, cujo nome real é Felix Kjellberg, volta ao serviço cerca de um ano após decidir transmitir seus vídeos ao vivo apenas pelo Dlive, um pequeno site de streaming baseado em blockchain.

Em comunicado, o youtuber sueco afirmou estar animado com a volta: “O YouTube é minha casa há mais de uma década, e a transmissão ao vivo na plataforma parece um ajuste natural, pois continuo procurando novas maneiras de criar conteúdo e interagir com os fãs em todo o mundo”, disse ele.

O canal do gamer estreou em 2010 na plataforma da Google.O canal do gamer estreou em 2010 na plataforma da Google.Fonte:  Youtube/Reprodução 

Com a parceria, cujos detalhes financeiros não foram revelados, o serviço de vídeos incrementa ainda mais o seu time de estrelas relacionadas ao universo dos games online. Alguns dos outros canais de gamers que fazem sucesso na plataforma são CouRage, Muselk, Valkyrae, LazarBeam, Lachlan e Typical Gamer.

Histórico de controvérsias

O canal PewDiePie no YouTube foi criado em 2010. Ao longo desse tempo, o gamer bateu recordes, como por exemplo se tornando o primeiro criador individual a chegar à marca de 100 milhões de assinantes. Mas ele também vivenciou uma relação cheia de controvérsias com o serviço.

A lista de problemas inclui situações como insultos racistas direcionados a um oponente durante uma partida exibida ao vivo e o bloqueio de vídeos enviados por ele contendo referências ao nazismo e insultos antissemitas, entre outras.

Esta relação conturbada acabou resultando no cancelamento da 2ª temporada da série Scare PewDiePie, em 2017, e também na remoção do canal dele do programa Google Preferred, no qual a companhia investe nos canais mais influentes da plataforma.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
PewDiePie assina contrato de exclusividade com o YouTube