Hacker destrói 20 anos de dados de provedora de emails em invasão

2 min de leitura
Imagem de: Hacker destrói 20 anos de dados de provedora de emails em invasão
Avatar do autor

A provedora de emails VFEmail foi vítima de uma invasão que fez com que o equivalente a 20 anos de dados fossem deletados de duas bases americanas. O ataque, cometido por um hacker ainda não identificado, foi confirmado pelo proprietário da empresa, Rick Romero, através do seu Twitter.

A mensagem de Romero na rede social, publicada na terça-feira (12), diz: “Sim, @VFEmail está efetivamente desaparecida. Provavelmente não retornará. Eu nunca imaginei que qualquer pessoa fosse se importar tanto com o trabalho da minha vida a ponto de querer destruí-lo total e completamente.” (Tradução livre)

O problema, entretanto, já havia sido percebido pela empresa na segunda-feira (11). Em sua página oficial do Twitter, a VFEmail informou aos seus usuários que um hacker formatou os seus servidores e que todos os arquivos foram perdidos, incluindo as cópias de segurança.

Mais tarde, no mesmo dia, a provedora colocou um aviso em seu site: “!!!ALERTA!!! www.vfemail.net e mail.vfemail.net estão indisponíveis. Sofremos uma destruição catastrófica nas mãos de um hacker, visto pela última vez como aktv@94.155.49.9. Essa pessoa destruiu todos os dados nos EUA, tanto sistemas primários como backups. Estamos trabalhando para recuperarmos o que for possível.” (Tradução livre) O alerta também inclui um link para uma página com mais detalhes dos incidentes, que pode ser acessada aqui.

O que mais intrigou a VFEmail sobre o ataque foi o fato de que ele não parecia ter nenhum outro objetivo além da destruição de dados. Segundo a empresa, o hacker responsável pela invasão não entrou em contato para pedir qualquer forma de recompensa ou dinheiro em troca dos arquivos, simplesmente os deletou.

O ataque pode causar danos ainda maiores para a empresa do que a perda de dados. Um de seus principais atrativos para os clientes era a segurança de escanear os emails recebidos quanto a spam e vírus, impedindo que eles adentrassem em seus servidores, como descrito na capa do site.

Segundo o site CNET, que conversou com Romero, alguns usuários tinham seus arquivos em servidores na Holanda, que também foram destruídos. Porém, o servidor backup holandês não foi afetado e esses clientes puderam ter os seus dados recuperados, mas “não é nem de perto uma recuperação completa”.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Hacker destrói 20 anos de dados de provedora de emails em invasão