A web é um ambiente repleto de informações e conhecimento, mas pode ser também um ambiente tóxico e cheio de ameaças. Pensando nisso, mais de 150 países celebram hoje (5) o Dia da Internet Segura 2019 (SID 2019, na sigla em inglês) com o objetivo de tornar a internet um ambiente mais seguro e acolhedor. O tema deste ano é #InternetMaisPositiva.

No Brasil, os eventos são promovidos por SaferNet, Nucleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br) e Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) e têm transmissão ao vivo no YouTube. Empresas como Google, Facebook, Twitter, Telefônica e IBM, além do Ministério Público Federal, do Unicef e especialistas de diversas áreas apoiam a iniciativa e participam de debates em torno de temas como inteligência artificial, desinformação, crimes virtuais e alfabetização midiática.

A Arquidiocese do Rio de Janeiro, outra apoiadora o Dia da Internet Segura, iluminou o Cristo Redentor de laranja, a cor da campanha global, na noite desta segunda-feira (4).

Amanhã (6), a SaferNet, a Google e o Dínamo promovem o evento “Segurança & Privacidade para Startups: por que deve ser seu foco em 2019?” no Google Campus, em São Paulo, a partir das 9h — as inscrições podem ser feitas aqui.

“Essa data é importante para nos lembrar da consciência que todos devem ter ao usar a internet, a agirmos de forma respeitosa e cuidadosa no ambiente virtual”, defende a procuradora regional Neide Cardoso de Oliveira, coordenadora nacional do Grupo de Apoio sobre Criminalidade Cibernética (GACC/MPF).