A construção do cabo submarino entre Brasil e Europa foi iniciada na última terça-feira (08). Em comunicado para a imprensa na Irlanda, as empresas envolvidas afirmaram que o cabo da EllaLink será implementado pela Alcatel Submarine Networks, de acordo com o TeleSíntese.

A EllaLink nasceu como uma joint-venture entre Telebras (empresa estatal brasileira) e EulaLink, empresa espanhola. A EllaLink deixou de ser joint-venture no final de 2018, então, a Telebras se retirou do negócio trocando ações e necessidade de aportes financeiros por direto de uso do cabo.

O cabo começará a funcionar em 2020

Vale notar que a Telebras se retirou da iniciativa pela falta de recursos. Agora, a estatal brasileira vai receber “um montante não revelado” pela participação anterior na joint-venture, mas ainda tem a obrigação de “remeter boa parte do valor à Irlanda para pagar pelo uso do cabo”.

O cabo começará a funcionar em 2020, segundo a EllaLink. Anteriormente, a data estava em 30 de janeiro de 2021. Será o primeiro cabo transatlântico que une América do Sul e Europa.