Você costuma falar mal de empresas e serviços em blogs ou redes sociais? A sua resposta pode até ser positiva, mas é difícil chegar aos pés de um homem de 55 anos preso e condenado por uma corte no estado norte-americano do Texas.

William Stanley pegou pouco mais de oito anos de prisão e uma multa de cerca de US$ 5 mil por tentativa de extorsão e tentar prejudicar a imagem de uma empresa no meio online. Tudo começou quando ele resolveu postar resenhas negativas sobre a empresa de serviços financeiros Generational Equity no Yelp, um famoso site de reviews do país.

Além da crítica, ele linkava o texto para um blog que continha mais de 60 links também com conteúdos falando mal da tal empresa. Stanley ainda teria criado um relato falso no site de avaliações de locais de trabalho Glassdoor, se identificando falsamente como um "ex-funcionário".

Foi longe demais

O problema? Além de fazer isso, o que já é um crime de menor intensidade, ele pediu US$ 30 mil para a Generational Equity para acabar com a campanha negativa.

E fica pior: meses antes, ele foi codenado pelo mesmo motivo, e parte da pena incluía não ter acesso à internet para não voltar a cometer o crime. Aí não teve jeito: a empresa acabou até prejudicada financeiramente ao perder contratos valiosos durante a campanha de Stanley e colocou ele na Justiça. O homem foi detido na própria casa, após um rastreamento da fonte das postagens.

Todos os relatos não passavam de mentira, e Stanley jura que começou essa onda de vingança porque a GE não pagou o que devia a ele por uma consultoria em serviços de SEO contra concorrentes.