Apple não esconde que está trabalhando em um serviço de streaming para concorrer com gigantes como Netflix, Amazon, HBO e até a própria Disney. Mas apesar de ter contratado executivos da área e fechado acordos com nomes de peso da indústria, como Oprah Winfrey e Steven Spielberg, pouco se sabe sobre os planos de assinatura que a companhia pretende cobrar.

O Recode falou com algumas pessoas próximas ao assunto para tentar entender o projeto da companhia e descobrir as possibilidades. Para começar, a previsão é de que o lançamento do serviço só aconteça em abril ou maio de 2019, isso no cenário mais otimista possível.

Analistas da indústria ouvidos pelo site esperam que a Apple ofereça algumas séries ou programas desse novo serviço gratuitamente para usuários do aplicativo TV.

Analistas da indústria ouvidos pelo site esperam que a Apple ofereça algumas séries ou programas desse novo serviço gratuitamente para usuários do aplicativo TV, que vem instalado por padrão nos produtos da companhia. Outros acreditam que a companhia deve combinar o serviço com outros que ela já oferece, como o Apple Music e o Apple Care.

Já um executivo em específico, que conversou com a Apple sobre o serviço de streaming, afirmou que a empresa pretende oferecer uma assinatura mais barata que a Netflix. Atualmente, o pacote padrão da Netflix custa US$ 11 nos Estados Unidos e R$ 27,90 no Brasil.

Ainda não ficou claro como a Apple vai tentar vender o serviço ou mesmo se ela pretende pagar pelos direitos de séries e filmes para preencher o catálogo enquanto a produção original não for suficiente para atrair novos consumidores. Será preciso aguardar para saber mais detalhes. A Apple não quis comentar o caso.

Cupons de desconto TecMundo: