A Cloudflare anunciou ontem (1º) o novo resolvedor de DNS 1.1.1.1 em parceria com a Asia-Pacific Network Information Centre (APNIC). A ferramenta promete ser a “mais rápida, segura e centrada na privacidade” de todo o mundo quando se fala em DNS público. Ela está disponível gratuitamente para o usuário final e um de seus diferenciais está no fato de ela excluir o registro de solicitações de DNS em até 24 horas após o uso.

“A Cloudflare quer operar o resolvedor público [de DNS] mais rápido do planeta e, ao mesmo tempo, aumentar os padrões de proteção da privacidade dos usuários”, afirma o diretor de engenharia da empresa Olafur Gudmundsson.

Novo DNS promete ser mais veloz sem abandonar a proteção da privacidade do usuário

Conforme explica em uma longa postagem no blog da Cloudflare, o trunfo de privacidade do novo resolvedor de DNS é o uso do chamado DNS Query Name Minimisation, que reduz a quantidade de informações vazadas para servidores intermediários de DNS quando o usuário acessa uma página da web.

Em resumo, enquanto os serviços tradicionais fornecem toda a URL digitada pelo usuário, o 1.1.1.1 fornece somente as partes necessárias para que o servidor identifique qual site está sendo buscado. Além disso, o novo DNS tem suporte para a camada de segurança TLS e também para o protocolo HTTPS, outra medida de proteção capaz de garantir mais privacidade durante a navegação.

Velocidade

O ganho de velocidade vem da estrutura usada pela Cloudflare, que adota uma espécie de tráfego com memória. Em suma, em vez de refazer um caminho do zero desde a máquina até uma autoridade de DNS, o 1.1.1.1 é capaz de obter respostas de informações armazenadas em cache, agilizando o processo de tradução de uma URL para um número de IP.

Segundo o site DNSPerf, site que mede o desempenho desse tipo de recurso, o 1.1.1.1 se sai consideravelmente melhor do que os seus principais rivais. Ele lidera o ranking com um tempo médio de resposta de 14,01 milissegundos, com o OpenDNS em segundo, com 20,65 ms, o Quad9 em terceiro, com 33,76 ms, e o Google apenas em quarto, com 34,51 ms.

Além da sequência 1.1.1.1, a nova ferramenta da Cloudflare usa também a sequência 1.0.0.1 — ambas IPv4. Para IPv6, as sequências são 2606:4700:4700::1111 e 2606:4700:4700::100. Todas as informações sobre a novidade podem ser conferidas em https://1.1.1.1. Para aprender a alterar o DNS em seu computador, clique aqui.

Cupons de desconto TecMundo: