Se você ainda não ouviu falar em Neutralidade da Rede, pode apostar que ainda vai escutar muito sobre isso. Trata-se de uma série de regras que têm como objetivo impedir que operadoras discriminem o tráfego de qualquer site ou serviço em suas redes a fim de obter benefícios financeiros. Nos Estados Unidos, a briga está acirrada após o órgão equivalente à Anatel lá ter derrubado as principais regras que garantiam o princípio da Neutralidade da Rede para a internet.

Lá nos Estados Unidos, a empresa lançou um vídeo bem-humorado que tenta explicar como funciona o princípio de Neutralidade da Rede

Aqui no Brasil, a coisa deve ficar mais preocupante muito em breve. O setor de telecomunicações no Brasil se articula para pressionar as autoridades a fim de acabar com a neutralidade da rede por aqui também. Temendo que as prestadoras de internet possam conseguir delimitar velocidades diferentes para cada coisa que acessamos e cobrar caro em troca de melhores conexões, muita gente está fazendo campanha para que isso não aconteça.

Hambúrgueres contra a neutralidade da rede

O mais novo reforço nessa luta é a rede de fast food Burger King. Lá nos Estados Unidos, a empresa lançou um vídeo bem-humorado que tenta explicar como funciona o princípio de Neutralidade da Rede – e como isso é ruim para as pessoas – usando o seu mais famoso hambúrgues, o Whopper. A produção (em inglês) mostra pessoas indignadas ao comprar um sanduíche e serem obrigadas a esperar horas para recebê-los. Porém, caso eles paguem valores mais altos, a velocidade de preparação do hambúrguer aumenta consideravelmente.

Whoppers são vendidos no valor padrão da rede nos Estados Unidos, US$ 4,99, mas com Mbps lento (no vídeo, Mbps significa “making burgers per second”, ou “fazendo hambúrgueres por segundo”). Para ganhar prioridade e receber seu sanduíche primeiros, os clientes teriam que pagar US$25,99, o que deixa os participantes da “pegadinha” horrorizados. Confira o vídeo a seguir:

Cupons de desconto TecMundo: