Prefeito João Dória quer cobrar imposto sobre Netflix e Spotify em SP

1 min de leitura
Imagem de: Prefeito João Dória quer cobrar imposto sobre Netflix e Spotify em SP
Avatar do autor

Mesmo viajando muito por aí, o prefeito de São Paulo João Dória não se esqueceu dos cidadãos de seu município e enviou para a Câmara de Vereadores da cidade um projeto de lei para taxar serviços de streaming de vídeo e áudio, como Spotify, Netflix, Amazon Prime, Deezer e muitos outros. A ideia é que o novo imposto passe a valer já em 2018 e que seja cobrada dessas empresas atuando em São Paulo uma taxa de 1,09%, o que vai encarecer o valor final do serviço para os consumidores.

De acordo com a lei complementar nº 157, sancionada em 2016 pelo presidente em exercício Michel Temer, é função dos municípios a decisão de alterar o ISS (imposto sobre serviços) relativo a plataformas de streaming de áudio e vídeo que atuem nas cidades.

camara de vereadores

Outras coisas podem ser taxadas

O foco principal das alterações é o setor de streaming, que deve representar cerca de 90% da arrecadação com a mudança dos impostos de um total de R$ 35 milhões

Não é apenas isso que vai mudar de acordo com a proposta enviada à câmara por Dória. As alterações no ISS também pretendem equilibrar as taxas do setor de informática que hoje variam entre 2% e 5%. A intenção é que todas as alíquotas sejam de 2,9% e que essa nova taxação gere um saldo positivo de R$ 1,4 milhão para os cofres municipais.

Porém, o foco principal das alterações é o setor de streaming, que deve representar cerca de 90% da arrecadação com a mudança dos impostos de um total de R$ 35 milhões. Caio Megale, secretário da Fazenda da gestão Dória, falou para a reportagem da UOL: “Estamos fazendo a regulamentação da lei federal, que temos que seguir até por questão de probidade administrativa. Ao longo desde ano, todos os municípios estão mandando suas leis locais”.

Fontes

Prefeito João Dória quer cobrar imposto sobre Netflix e Spotify em SP