O bom e velho GIF animado não é só mais um inocente recurso de piadas ou reações na internet. A partir de agora, ele ganhou precedente jurídico para ser considerado também uma "arma mortal".

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos e um tribunal da cidade de Dallas classificaram assim uma animação que foi enviada pelo réu John Rayne Rivello, de 29 anos. O acusado enviou um GIF animado frenético a um jornalista famoso da Newseweek, Kurt Eichenwald.

O crime? Kurt sofre de epilepsia e sofreu uma convulsão provocada pela imagem, que foi enviada propositalmente para causar tal consequência. Vários pacientes podem ter um ataque do tipo quando entram em contato com luzes piscando com frequência ou uma determinada sequência de imagens em alternância.

Novidade na corte

Especialistas consultados pelo Washington Post afirmam que essa classificação do tribunal de um serviço da internet é algo praticamente inédito na área de acusações criminais ligadas a tecnologia — especialmente sendo um GIF animado a "arma do crime". Em 2008, hackers invadiram um site de tratamento contra a epilepsia e trocaram o conteúdo da página por várias imagens que provocavam ataques parecidos, mas esta é a primeira vez que isso é feito com um autor e uma vítima especificados.

Ainda não se sabe qual pode ser a pena — justamente pelo fato de o caso ser algo ainda inédito na Justiça do país

A acusação está baseada em uma lei contra o "cyberstalking" em voga nos Estados Unidos que utiliza como precedentes o envio de imagens íntimas de alguém (a chamada "pornografia de vingança") ou ameaças de morte enviadas por email. O julgamento está em andamento e ainda não se sabe qual pode ser a pena — justamente pelo fato de o caso ser algo ainda inédito na Justiça do país.

Um dos exemplos de GIFs enviados para quem sofre de epilepsia (aqui, claro, sem a animação)

Rivello não tem histórico criminal e teria enviado o GIF animado juntamente com a mensagem "Você merece uma convulsão pela sua postagem" via Twitter. O motivo teria sido a cobertura de Kurt sobre a campanha do agora presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump.

Cupons de desconto TecMundo: