Todo mundo reclama que a bateria do smatphone dura pouco, mas os culpados apontados são vários: Bluetooth, GPS, jogos, iluminação da tela e por aí vai. Porém, dois engenheiros que trabalham para Google e Cisco citaram um novo possível vilão para o problema.

De acordo com um estudo publicado por Andrew Yourtchenjo e Lorenzo Colitti, a configuração incorreta de redes padronizadas no protocolo IPv6 pode afetar negativamente a duração da bateria de vários dispositivos móveis, de tablets e smartphones a aparelhos ligados à Internet das Coisas.

O problema estaria no envio acumulado de mensagens de aviso do roteador para o dispositivo. Esses recados avisam o aparelho que o padrão utilizado na conexão é o IPv6 e são normais, mas aparecem em excesso quando a configuração é feita de maneira incorreta. Isso é que drena a bateria, já que cada procedimento de recebimento desses avisos envolve "acordar" a CPU do seu mobile para processar o pedido.

Gastando energia

Em notebooks, o problema também acontece, porém em baixíssima escala. Em dispositivos mobile, as mensagens podem ser recebidas a cada três ou dez segundos — e não necessariamente só em conexões privadas, mas também naqueles pontos de WiFi públicos, como em shoppings e restaurantes.

A perda de energia registrada pela dupla é de 0,014 mAh por recado enviado. Além disso, o consumo do aparelho passa de 5 mA (quando o processador está inerte) para 200 mA ou até 250 mA durante somente 250 milissegundos (quando o aviso chega). E os problemas não param por aí: e invadida, a conexão ainda pode servir como meio de ataque para hackers, caso eles consigam embutir malwares nessas mensagens.

Segundo os pesquisadores, administradores de sistema devem checar quantos avisos de roteador são enviados e ter certeza de que a rede está corretamente configurada. As fabricantes de roteadores também precisam garantir que a reconfiguração do aparelho seja de fácil acesso.

Quanto tempo você acha que deveria durar a bateria de um celular ? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: