Na pequenina cidade de Águas de São Pedro, localizada a quase 190 km da capital paulista, os motoristas podem descobrir onde existem vagas livres para estacionar seu carro através de um aplicativo para celulares. Isso é possível graças a um conjunto de sensores instalados em todas as paradas do município, que conseguem detectar em tempo real a presença ou a ausência de um veículo.

Indo além, saiba que os postes de iluminação pública do local conseguem ajustar sua própria luminosidade de acordo com a necessidade, apagando e acendendo automaticamente na presença de um pedestre. Essas e outras tecnologias empregadas pela prefeitura fazem com que Águas de São Pedro seja um perfeito exemplo de cidade inteligente, um conceito que surgiu recentemente e está cada vez mais na boca do povo.

A grosso modo, o termo se refere ao uso de tecnologias da informação para aprimorar a relação dos governantes e dos cidadãos com sua cidade. Essa tendência surgiu sobretudo graças ao advento de outro conceito tecnológico, o Internet das Coisas (IoT no original em inglês), cuja premissa é levar conectividade para objetos até então considerados banais para o nosso cotidiano.

O TecMundo foi entrevistado pela Revista VidaBosch a respeito das cidades inteligentes

Mônaco: um modelo de smart city

Em uma cidade inteligente, sensores e sistemas online estão sempre em comunicação para tornar a vida dos cidadãos ainda mais confortável. Imagine que, através do seu smartphone, você possa alertar rapidamente as autoridades caso algum serviço ou estrutura pública não esteja funcionando corretamente. Pense em dirigir seu carro e ser alertado pelos semáforos caso haja um acidente em determinada rua, podendo se planejar para uma rota alternativa.

Fora do Brasil, o microestado de Mônaco é um verdadeiro modelo de cidade inteligente. O governo usa um sistema criado em parceria com a Bosch que possibilita a conexão da população com o poder público. Lá, as autoridades conseguem alertar os civis sobre o trajeto dos caminhões de lixo, orientando os motoristas a escolher um outro caminho. Além disso, câmeras detectam movimentações incomuns de veículos e pessoas.

Caso você queira saber mais sobre o assunto e conhecer alguns casos de sucesso de cidades inteligentes, vale a pena dar uma conferida na edição 42 da Revista VidaBosch, feita pela própria marca alemã. Neste número, o periódico traz uma reportagem especial sobre o tema e entrevista o TecMundo para saber qual é a nossa opinião sobre tal conceito. Clique aqui e acesse o período na íntegra, no formato PDF.