Hey Siri, qual a previsão do tempo? Ok Google, quanto tempo até eu chegar em casa?

Essas frases se tornaram comuns no nosso dia a dia, sejam para tarefas simples como ligar o Bluetooth ou mais divertidas, como contar uma piada. O uso de assistentes pessoais têm tornado nossa vida mais prática no decorrer dos últimos anos, agora não somente nos celulares, mas também nos computadores com a Cortana para Windows 10.

Desenvolvida pela IPSoft, Amelia é um agente cognitivo, capaz de automatizar determinadas tarefas, bem como aprender com suas interações. O que faz da Amelia uma I.A competente para trabalhar com pessoas é o fato de que ela é "Capaz de analisar linguagem natural, entender o contexto, aplicar lógica, aprender, resolver problemas e até mesmo sentir emoções" diz IPSoft.

Amelia atualmente ‘trabalha’ atendendo os funcionários internos da empresa de consultoria financeira Deloitte, também presta suporte aos clientes de um grande Banco Europeu e, agora, ela será utilizada pela primeira vez no setor público — sendo implantada desde o começo do ano, Amelia começou a realizar suas atividades somente esse mês em Enfield, bairro de Londres.

"Desde Alexa até Viv, o mundo está cheio de assistentes ativadas por voz.  Mas Amelia é mais do que apenas uma série de algoritmos pré-programados para responder a algumas perguntas específicas, ela é como a Siri, mas com um doutorado em psicologia" afirma IPSoft em seu site.

Mais barato que um humano

O Presidente da IPsoft (Frank Lansink) diz que Amelia é a solução perfeita para as exigências e demandas do serviço público.  Ela estará ajudando os moradores no preenchimento de aplicações e formulários, localizar informações no site, além de simplificar e automatizar processos internos da prefeitura. Planos de usar Amelia para agilizar a autenticação de permissões e licenças aos moradores também estão sendo considerados.

Lansink comenta que Amelia vai diminuir os custos da prefeitura, enquanto fornece aos moradores uma melhor experiência ao interagir com as plataformas governamentais.  Com o crescimento de poderosas plataformas cognitivas como a de Amelia, não só os governos, como quaisquer empresas terão a oportunidade de repensar completamente como seus serviços são oferecidos ao público.

********

Este texto faz parte do programa TecMundo Experts, pelo qual leitores com alguma especialidade em tecnologia podem encaminhar seus conteúdos para o TecMundo. As matérias publicadas aqui são enviadas de modo voluntário e sem vínculo empregatício.

Cupons de desconto TecMundo: