No mês passado, a Intel anunciou na IDF 15 as principais novidades sobre os novos chips Skylake, situação em que ficamos sabendo de seus planos para focar ainda mais no uso inteligente da energia e na performance.

Ainda que a companhia tenha dado detalhes sobre as mudanças na arquitetura e revelado alguns dos novos processadores, algumas informações ficaram guardadas para impressionar a todos durante a IFA 2015.

A nova família de componentes é composta por quatro séries: Y-Series, U-Series, H-Series e S-Series. Os sufixos já são conhecidos em alguns produtos da fabricante e parece que o uso não deve mudar muito na sexta geração de processadores Intel Core.

A série Y é focada em computadores 2 em 1, os famosos conversíveis que vêm ganhando cada vez mais espaço no mercado. A linha de chips U é focada em notebooks mais leves (como o novo MacBook Air), All-in-Ones e mini computadores.

Aos gamers e entusiastas, a fabricante ainda promete um chip mobile destravado, ou seja, focado no overclocking. O novo dispositivo será um Intel Core i5 capaz de oferecer até 60% mais desempenho em multitarefa.

Em questão de performance, a Intel revelou que a série U deve ser realmente impressionante, alcançando desempenho até 10 vezes superior ao da linha Broadwell e componentes gráficos que são até 34% mais rápidos.

O melhor processador da Intel de todos os tempos

Aumentando um pouco mais a performance, temos os chips H-Series, que são focados em notebooks mais robustos, voltados ao segmento corporativo e gamers. No topo do novo grupo de chips está a série S, que pretende atender aos consumidores que vão optar por desktops mais robustos.

Y-Series: uma nova divisão

Seguindo uma linha de raciocínio traçado na atual família de processadores, a Intel dá continuidade à linha Core M com os novos produtos da série Y. Os produtos desta linha foram redesenhados e tiveram seu tamanho reduzido significativamente, o que dá oportunidade para as fabricantes de computadores construírem máquinas ainda menores.

A tática da Intel para facilitar a familiarização para o consumidor foi dividir está série em três novos produtos: Intel Core m3, Core m5 e Core m7. As diferenças principais entre tais componentes estão apenas nas frequências do processador e do chip gráfico. Todos eles usam a Intel HD 515, mas quanto melhor o produto, maior será o clock da GPU — e o preço.

O Intel Core m3 tem clock gráfico máximo de 850 MHz, enquanto que o Core m5 chega a 900 MHz e o Core m7 alcança 1 GHz. Conforme comentando em notícia anterior, os planos são de focar em performance energética, de modo que os componentes da linha Y têm autonomia de bateria de até 10 horas e oferecer até 40% mais desempenho do que os atuais Intel Core M.

Foco no Windows 10 e em novas tecnologias

Ainda que os novos componentes possam trabalhar com diferentes sistemas operacionais, a Intel faz questão de enfatizar o fato de que esses chips foram otimizados para trabalhar com o Windows 10, oferecendo melhor desempenho e recursos de segurança. A Intel cita como benefícios as melhorias na Cortana e no Windows Hello.

Em documento oficial, a Intel deixou claro que a sexta geração de processadores Intel Core vai trazer mais dispositivos prontos para trabalhar com o padrão Thunderbolt 3 e o novo USB Type-C. A fabricante ainda comenta que os novos produtos estão realmente prontos para a resolução 4K, tanto para a criação quanto reprodução de conteúdo.

Outra novidade é a tecnologia Intel RealSense, que promete melhor interação com o uso da câmera. Agora, as pessoas poderão fazer selfies 3D, digitalizar objetos e imprimir em 3D, e até mesmo remover o plano de fundo em uma videochamada.

A tecnologia Intel WiDi é outro destaque da nova linha de processadores. Com esta novidade, o consumidor não vai mais depender de fios para exibir imagens nos displays, ou seja, você poderá facilmente transmitir conteúdo do seu computador para a TV, o monitor ou o projetor sem necessitar de cabos ou acessórios.

Em breve

Segundo informação oficial, a Intel pretende lançar 48 novos processadores nos próximos meses, incluindo componentes com chips gráficos Intel Iris e Iris Pro, bem como dispositivos da família Xeon. Mais detalhes devem pintar em breve na IFA 2015 e no site oficial da Intel.

Cupons de desconto TecMundo: